Audi A6 na onda do downsizing

Roberto Assunção

Até pouco tempo atrás, era inconcebível que um sedã como o Audi A6 – que beira cinco metros de comprimento – tivesse um motor 4 cilindros. Cada vez mais, porém, vemos motores pequenos e turbinados substituírem unidades maiores e aspiradas. VW Golf e Audi A3/Q3, já com versões 1.4, ganharão logo a companhia de Chevrolet Cruze, VW Jetta 1.4, Honda Civic 1.5 e outros modelos com “motorzinhos”. É o famoso downsizing (“redução de tamanho”), tendência mundial que só agora chega na linha A6 no Brasil.


A tela multifunção entre os instrumentos pode exibir até mesmo o mapa do navegador. Os botões do Audi Select (controle de chassi) e os principais comandos do carro ficam reunidos junto à alavanca de câmbio

Enquanto a versão Ambition (R$ 335.190) continua à venda com seu 3.0 turbo de 6 cilindros, 333 cv e 44,9 kgfm (já um downsizing do antigo V8), esse A6 Ambiente de 252 cv e 37,7 kgfm aparece como nova opção de entrada (R$ 260.190) para encarar, com discreta vantagem nos dados técnicos, o BMW 528i (245 cv e 35,7 kgfm, R$ 275.950) e o Mercedes-Benz E250 (243 cv e 35,7 kgfm, R$ 259.500). Pelo expressivo “desconto” de R$ 75.000, além do motor menor, esse A6 fica devendo, em relação ao Ambition, bancos em couro natural (aqui é sintético), piloto automático adaptativo, head-up display, rodas aro 19, faróis de LED (são de xenônio, embora a unidade avaliada tenha vindo com LED), luz alta automática, lanterna traseira com LEDs e som Bose com DVD.

Mesmo assim, ainda é completo (tem partida sem chave, tevê digital e ajuste elétrico do volante, entre outros itens) e luxuoso, com destaque para o acabamento acima da média e o baixo nível de ruído. Na dirigibilidade, há pouco do que reclamar. O motor menor tem discreto turbo lag e dá conta do recado com folga: o sedã de 1.670 kg acelera de 0-100 km/h em 6s7 e atinge 250 km/h. Mérito, em parte, da transmissão automatizada de sete marchas e dupla embreagem, mas, claro, também do 2.0 turbinado com injeção direta, duplo comando variável e Valvelift (abertura ajustável das válvulas).

Há o tradicional controle de chassi, com os modos Dynamic, Auto, Comfort, Individual (personalizado) e Efficiency. Esse último ativa o sistema de roda livre (“banguela” automática quando se tira o pé do acelerador) e o sedã roda a 120 km/h marcando 1.800 rpm com médias acima de 12 km/l – bom para seu tamanho. A única falta que se sente de verdade – e só quando se dirige “esportivamente” – é da tração quattro, disponível na versão 6 cilindros.

Enquanto os rivais da BMW e da Mercedes-Benz têm tração traseira, dinamicamente superior, esse A6 Ambiente tem eixo motriz dianteiro e tendência ao substerço – logo corrigida pelo controle de estabilidade. Nada grave, ainda mais considerando que é um sedã executivo em sua versão de consumo fugaz e preço atraente. Se você quer um esportivo, a marca tem outras opções do A6, seja o sedã, seja a Avant.

 

—–

Ficha técnica:

Audi A6 2.0 TFSI Ambiente
Preço oficial: 
R$ 260.190
Motor: 4 cilindros em linha, 16V, duplo comando continuamente variável, válvulas com abertura ajustável (Valvelift), injeção direta, turbo, start-stop
Cilindrada: 1984 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 252 cv de 5.000 a 6.000 rpm
Torque: 37,7 kgfm de 1.600 a 4.500 rpm
Câmbio: automatizado, sete marchas, dupla embreagem
Tração: dianteira
Direção: eletro-mecânica
Dimensões: 4,933 m (c), 1,874 m (l), 1,455 m (a)
Entre-eixos: 2,912 m
Pneus: 245/45 R18
Porta-malas: 530 litros
Tanque: 75 litros
Peso: 1.670 kg
0-100 km/h: 6s7
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada)
Consumo cidade: 8,3 km/l*
Consumo estrada: 9,5 km/l*
Emissão de CO2: 154 g/km
Nota do Inmetro: D
Classificação na Categoria:
D

 

 

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar



NOSSO VEREDICTO
Motor
Câmbio
Performance
Consumo
Segurança
Equipamentos
Multimídia
Conforto
Porta-malas
Prazer ao dirigir
COMPARTILHAR
Notícia anteriorSedã familiar mais esportivo
Próxima notíciaUm homem e um carro especial