Nem parece carro popular

O sistema start-stop, muito popular na Europa, reduz o consumo e a emissão de poluentes. Agora, ele está em um carro nacional e, pela primeira vez, em um motor ex. A tecnologia aparece na nova versão Evolution 1.4 Start-Stop do Fiat Uno 2015. Nos congestionamentos, quando o motorista engata o ponto morto do câmbio e tira o pé do pedal da embreagem, o sistema desliga o motor. Para isso acontecer, a velocidade deverá ser maior que 7 km/h, assim como a temperatura do líquido de arrefecimento ter atingido 40°C, a carga da bateria ser maior que 75% e o freio de estacionamento estar liberado, além de o cinto de segurança estar a velado e a porta e o capô fechados.


A unidade 1.4 é religada quando o condutor pisa novamente no pedal da embreagem. Em algumas situações, o sistema atua sem a intervenção do motorista – por exemplo: em paradas longas, o sistema dá a partida automaticamente depois de 165 segundos. Quem desejar pode desligar o start-stop por um botão no painel.

Para receber essa tecnologia foram feitas algumas mudanças, entre elas um novo motor de partida, que tem duração de 340.000 ciclos (seis vezes maior em relação a um sem start-stop), nova bateria com maior capacidade de regeneração, central de injeção com função start-stop, sensor de capô e de vácuo no freio. Essa versão Evolution também traz pneus “super-verdes” com baixa resistência ao rolamento. A relação da quinta marcha foi alongada para bene ciar ainda mais o consumo. 

O conforto vibracional-acústico também foi melhorado pela adoção de um novo coxim prismático (para todas as versões), que reduz as vibrações do conjunto motor e câmbio. Outra novidade da linha Uno 2015 é a chegada da transmissão automatizada Dualogic Plus, que é operada por botões no console ou pelas borboletas no volante, em vez da tradicional alavanca. Quando equipado com esse câmbio, o Uno deixa de oferecer o start-stop. Essa inovação de mercado pode estar futuramente em toda a linha Uno ou nos demais carros da Fiat, pois, segundo o fabricante, não existe um impedimento técnico para isso acontecer, já que o sistema desenvolvido pela Bosch funciona em motores 1.0 e 1.4.

 

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

COMPARTILHAR
Notícia anteriorNovo Kia Sorento
Próxima notíciaOs novos médios da Fiat