Nissan Frontier leva quatro estrelas em teste de colisão

Latin NCAP avaliou ainda os modelos Toyota Hilux e SW4 e o Chevrolet Cruze

Nissan Frontier (Divulgação)

A Nissan Frontier obteve quatro estrelas de um total de cinco possíveis na última bateria de testes de colisão promovida pelo Latin NCAP, cujos resultados foram divulgados nesta quarta-feira (21).


A unidade testada não estava equipada com os airbags laterais e de cortina, presentes apenas na versão de topo LE. Já a carroceria teve a estrutura considerada instável. Mesmo assim, a proteção aos passageiros adultas teve proteção considerada “marginal” apenas para os joelhos do motorista no impacto frontal. Na colisão lateral, a proteção aos ocupantes foi considerada “boa”.

OUTROS MODELOS

O Latin NCAP avaliou também na mesma bateria de testes os Toyota Hilux e SW4 e o Chevrolet Cruze. A picape média e a SUV da marca japonesa, que haviam obtido a pontuação máxima em 2015, tiveram o resultado confirmado em novos testes de impacto lateral e de poste. Vale destacar que os dois modelos estão equipados com airbags laterais, de cortina e para os joelhos do motorista em todas as versões, desde o lançamento da linha 2020 (leia mais aqui).

Já o Chevrolet Cruze, que havia sido avaliado pela primeira vez no ano passado (leia mais aqui), passou por uma nova avaliação com os airbags laterais e de cortina e garantiu as cinco estrelas na proteção do ocupante adulto.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel