Nissan Kicks passa a ser fabricado no Brasil e ganha mais versões com pintura em dois tons

Antes importado do México, o Nissan Kicks agora é fabricado em Resende (RJ). A Nissan subestimou a procura pelo modelo no primeiro trimestre e acabou ficando sem carro para entregar. Por isso, teve de correr passar pelo julgamento de qualidade da fábrica (uma norma interna da Nissan) e acelerar a produção.

Os preços do Kicks e suas novas versões são os seguintes:

. SL 1.6 CVT (R$ 94.900)

. SV 1.6 CVT (R$ 85.600)

. S 1.6 manual (R$ 70.500)

. PDV (R$ 69.900)

O Kicks nacional mantém seus dotes mecânicos. O motor é 1.6 flex de 114 cavalos (gasolina e etanol) e o câmbio é CVT (automático com marchas continuamente variáveis). Por isso, não há modificações mecânicas, mas sim alguns pequenos ajustes e melhor conectividade.

O Kicks SL ganhou maçanetas cromadas e a central multimídia agora conta com o Multi-App, já disponível em outros carros da marca (March, Versa e Frontier). O equipamento permite a visualização dos aplicativos Waze (navegador) e Spotify (streaming de música) na tela central. A tampa interna do porta-malas agora é uma peça única, para melhorar o acesso.

Além disso, os retrovisores externos passam a ser rebatidos automaticamente e luz de leitura ficou maior. Opcionalmente, o carro agora oferece um pacote que inclui alerta de colisão frontal, assistente de frenagem e assinatura em LED nos faróis dianteiros. Custa R$ 2.400. Já a pintura em dois tons teve seu preço reduzido de R$ 2.500 para R$ 1.500. E a oferta aumentou. Agora o carro pode ser preto com teto grafite, marrom com teto preto, branco com teto preto, prata com teto preto e grafite com teto laranja. A opção de branco com teto laranja não está mais disponível. E uma nova cor estreia: vermelho. A pintura metálica custa R$ 1.350 e o interior em bege ou machiatto sai por R$ 500.

Veja na próxima edição da Motor Show a avaliação do Kicks nacional.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool
+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas
+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial
+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasileiro
+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar