Nissan Kicks recebe quatro estrelas em teste de colisão

Com bom desempenho nos impactos frontal e lateral, crossover compacto conquistou pontuação superior a do Renault Captur

O Nissan Kicks recebeu quatro de um total de cinco estrelas na última bateria de testes de colisão realizados pelo Latin NCAP neste ano, cujos resultados foram divulgados oficialmente nesta terça-feira (12).

Avaliado na versão de entrada S, que não tem airbags laterais e de cortina (opcionais na versão SV e de série na SL), o Kicks teve uma carroceria considerada estável, fornecendo boa proteção aos ocupantes no impacto frontal e também no impacto lateral. Uma única ressalva foi feita para proteção do peito do motorista, que recebeu a segunda pior avaliação possível. Dotado de Isofix, o modelo recebeu também quatro estrelas na proteção do ocupante infantil.

A pontuação do Kicks foi pouco superior a do Renault Captur, que obteve quatro estrelas na proteção de adultos e três na proteção ao ocupante criança. Os dois modelos foram os únicos testados pelo órgão independente sob as normais mais rígidas de avaliação, em vigor desde o ano passado. Anteriormente, o Latin NCAP já havia testado os modelos Jeep Renegade, Ford EcoSport, Hyundai Creta e Honda HR-V (todos com cinco estrelas no padrão antigo) e Renault Duster (quatro estrelas).

Outros modelos

Nesta última bateria de testes de 2017, o Latin NCAP avaliou também o Nissan Murano, crossover fabricado nos Estados Unidos e que obteve quatro estrelas para adultos e três para crianças. Outro modelo avaliado foi o sedã compacto mexicano Chevrolet Aveo, que levou nota zero na proteção aos ocupantes adultos. A estrutura do carro — que é vendido em vários mercado latinos — foi considerada instável, aumentando os riscos de ferimentos fatais para o condutor mesmo com os airbags frontais. Equipado com Isofix, o modelo recebeu três estrelas na proteção do ocupante infantil.

 

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga