Nissan prepara carro elétrico para rodar com etanol batizado; entenda

Montadora japonesa avalia que a tecnologia pode chegar ao mercado até o final desta década

0
190
Nissan prepara carro elétrico para rodar com etanol batizado; entenda
Minivan Nissan e-NV200 equipada com o sistema e-Bio Fuel-Cell

A Nissan renovou o seu convênio com o Ipen (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares) para prosseguir com o desenvolvimento no Brasil de uma célula de combustível alimentada com etanol. Tecnologia que permitirá a produção de carros elétricos que trocam a tomada pelo abastecimento em uma bomba de posto.

+ Gasolina é mais vantajosa do que o etanol em todo o Brasil, aponta a ANP
+ Donos de carros elétricos rodam mais do que os motoristas de veículos a combustão, aponta pesquisa
+ Estrada do futuro vai carregar carros elétricos sem o uso de cabos
+ Tirando eletricidade do etanol, e-Bio Fuel-Cell estreia no Rio

A tecnologia, chamada de e-Bio Fuel-Cell, prevê o uso de uma célula do tipo SOFC (sigla em inglês para Célula de Combustível de Óxido Sólido) e está sendo estudada desde 2015 pela Nissan, tendo inclusive equipado uma minivan e-NV200 que foi mostrada nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

De acordo com a Nissan, o objetivo agora é viabilizar a produção em escala da tecnologia. “Ainda estamos na etapa de pesquisa. O nosso objetivo é compactar o sistema e definir os materiais mais adequados para termos um sistema competitivo”, destacou o gerente sênior de engenharia da Nissan do Brasil, Ricardo Abe.

Neste tipo de célula, no lugar do abastecimento com hidrogênio, o etanol é transformado no elemento químico para alimentar a célula de combustível que produz eletricidade para um motor elétrico. Isso permitiria a troca do tanque especial de hidrogênio de modelos como o Toyota Mirai, por exemplo, por um tanque de combustível convencional.

A tecnologia pode suportar o etanol puro ou até variações batizadas, com um percentual de até 50% de água. Com o etanol hidratado de posto, que tem uma graduação alcoólica de 93%, a expectativa é de que um tanque de 30 litros do combustível vegetal consiga garantir uma autonomia de 600 km.

A previsão é que esta etapa do estudo esteja concluída até 2025, com os primeiros carros equipados com a tecnologia chegando ao mercado até o fim da década. “O mundo vai ter muitas opções para suprir a necessidade de eletrificação. Acreditamos que é uma delas é a SOFC”, completou Abe.

Mais na Motor Show

+ Honda Civic lidera ranking dos carros usados mais buscados na internet
+ Saga Velozes e Furiosos já está com o fim planejado, aponta Vin Diesel
+ Honda XRE 300 2022 estreia com novos grafismos
+ Vídeo flagra momento em que carro é engolido por buraco
+ Gasolina é mais vantajosa do que o etanol em todo o Brasil, aponta a ANP
+ Emerson Fittipaldi: em Nürburgring com o Porsche 917/10 da Can-Am

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel