Nova geração do Chevrolet Camaro aparece no Salão

Esqueça o Camaro amarelo que empolgou os sertanejos nos últimos anos. O esportivo da Chevrolet mudou totalmente e estreia no Brasil com a série especial Fifty, que comemora os 50 anos de lançamento do pony car. Serão 100 unidades exclusivamente na cor cinza grafite. As vendas começam no próprio Salão do Automóvel, por R$ 297.000. No primeiro trimestre de 2017 chegam também as duas versões convencionais do novo Camaro: cupê e conversível. A GM decidiu importar somente a configuração SS V8, cujo motor 6.2 desenvolve 461 cavalos de potência. O câmbio é automático de oito marchas e as rodas têm 20” de diâmetro.

O Chevrolet Camaro já chegou a vender 100 unidades/mês no Brasil. Apesar da queda dos últimos dois anos, ele acumulou uma frota de 5.000 carros desde o lançamento de sua quinta geração, em 2010. Por isso, o potencial de vendas é grande, considerando que os fãs devem estar interessados em trocar o antigo por um modelo da sexta geração. Pouco restou do modelo antecessor. A nova geração tem 70% de componentes exclusivos. O Chevrolet passou a ser montado sobre a plataforma Alpha (a mesma dos Cadillac ATS e CTS). Antes o esportivo utilizava a base do Holden Commodore (o Omega australiano).

O novo Camaro mede 4,784 m de comprimento, 1,897 m de largura e 1,348 m de altura. São exibe medidas semelhantes às do arquirrival Ford Mustang. Mas seu entre-eixos é maior (2,811 contra 2,720 m). O carro ficou 90 quilos mais leve em relação ao cupê anterior, graças à utilização de alumínio. Ao contrário do modelo antecessor, que teve seu design inspirado nos modelos da primeira geração (1966-1969), o novo Camaro ganhou linhas mais atléticas sem deixar de ser marcante. Embora completamente renovada, a sexta geração manteve as grades, os para-lamas traseiros pronunciados e o longo capô confeccionado de alumínio. E é debaixo dele que está a usina de força desse esportivo.

O motor V8 6.2 tem injeção direta de combustível e seus 461 cv o tornam o propulsor mais potente da história do carro. É o mesmo bloco utilizado no Chevrolet Corvette. Com essa mecânica turbo, o Camaro faz de 0-100 km/h em menos de 6 segundos. E para deixar a condução mais empolgante, a Chevrolet decidiu instalar um sintetizador de som.
O Camaro passa a ter os modos de condução Neve e Gelo, Turismo, Sport e Pista. Este último é restrito às versões SS, assim como os freios da renomada marca Brembo. Por dentro, a Chevrolet aboliu os marcadores analógicos – no lugar ficaram as novas saídas de ar. A central multimídia MyLink de nova geração tem conexão de celular 4G e tela de 8”. Já o freio de estacionamento passou a ser elétrico, liberando espaço no console para mais porta-objetos.