Nova Mercedes Sprinter Street recebe motor mais potente e econômico

O modelo recebeu o motor a diesel de quatro cilindros OM654 de 150 cv de potência

0
2
Foto: Divulgação

A Mercedes-Benz Vans apresentou a Sprinter Street 315 CDI, com o novo motor a diesel de quatro cilindros OM654 de 150 cv de potência (+5%) e torque de 34,7 kgfm (+3%), associado a uma transmissão manual de 6 velocidades.

Com a atualização na motorização (totalmente nova em relação ao antecessor OM651), o modelo ganhou em potência, economia e está dentro dos requisitos de emissões Proconve L7.

+ Sprinter vira motorhome completo; conheça o modelo
+ Ford libera primeiro lote da van elétrica E-Transit
+ Peugeot e Citroën lançam furgões elétricos ë-Jumpy e e-Expert no Brasil
+ Renault Master recebe novo visual e motorização; veja os preços


Foto: Divulgação

A redução de consumo de combustível chega a 6% em trechos urbanos e 11% em trechos rodoviários com relação a sua última versão – dados medidos conforme a portaria do Inmetro.

De acordo com a Mercedes, o novo motor apresenta a recirculação dinâmica dos gases de escape por diferentes vias e o pós-tratamento, contribuindo para menores taxas de emissões.

A Sprinter Street estará disponível em todos os concessionários da marca a partir de maio. O preço parte de R$ 239.600 para os modelos Sprinter Truck e R$ 249.000 para os veículos furgões.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Honda X-ADV 2022: nova scooter chega mais potente e com novo visual
+ Preço da gasolina aumenta 8,7% e litro chega a custar até R$ 8,399
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Parcela do IPVA SP 2022 vence nesta terça (22) para grupo de veículos
+ Segunda parcela do IPVA SP 2022 vence para veículos com placa final 8
+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ Estado oferece mais 25 mil habilitações gratuitas em 2022
+ Comparativo de SUVs: Jeep Compass vs. VW Taos e Toyota Corolla Cross
+ Avaliação: por menos de R$ 60 mil, Hyundai HB20 1.0 é uma pechincha
+ Jeep lançará Compass híbrido em abril no Brasil; veja a avaliação