Novo 207 Escapade

Acima, os novos faróis, mais alongados como em toda a linha 207, e agora com máscara negra nesta versão Escapade


Quem estiver visitando as concessionárias Fiat, interessado em comprar uma Palio Weekend Trekking, que tem um valor sugerido de R$ 40.900, pode se assustar ao saber que o preço divulgado pela Peugeot para a 207 Escapade é de R$ 45.190 (ambos já com a redução no IPI). São cerca de R$ 5 mil a mais pela perua francesa! Mas não se precipite. Nem tudo é como parece e, pode ter certeza, a nova station oferece uma relação custo/benefício melhor que a da líder de mercado e sua principal oponente.

A prova dos noves é feita na hora de fechar o negócio, quando se tenta equiparar as versões. O modelo da Peugeot vem com regulagem elétrica dos retrovisores, ar quente, ar-condicionado automático, banco do motorista com regulagem de altura, banco traseiro bipartido, direção hidráulica com regulagem de altura, computador de bordo, faróis com acendimento automático, vidros e travas elétricas, entre outros.

O modelo “aventureiro” rival oferece a direção hidráulica com regulagem, mas cobra cerca de R$ 6.400 pelos outros itens (alguns não aparecem nem mesmo na lista de opcionais), o que eleva o preço da Weekend para R$ 48.056. Ou seja, quase R$ 3 mil mais que o valor cobrado pela 207 Escapade.

Por pouco mais de R$ 45 mil, o modelo vem bem completo e é um dos que oferecem a melhor receita para o uso misto. Além disso, o motor é esperto e seu visual moderno

O motor da 207 ainda é maior e, obviamente, tem números mais expressivos. O 1.4 flex da Fiat gera, com álcool, 86 cv de potência e 12,5 kgfm de torque contra os 113 cv e 15,5 kgfm de torque do 1.6 flex da Peugeot. Com uma calibragem mais voltada para a dirigibilidade do que para a economia de combustível, esse propulsor deixa a 207 Escapade ágil nas acelerações e retomadas.

Além disso, com os pneus de uso misto oferecidos de série, e com uma altura livre do solo de 24 cm (das maiores da categoria), a perua se comporta bem nos terrenos esburacados, é confortável e não deixa a desejar quando se roda no asfalto, unindo de forma bem adequada o melhor de dois mundos. Um trabalho complicado de se executar e um dos maiores méritos desse Peugeot. Assim como os outros modelos da família 207, a perua tem novos amortecedores e, na versão Escapade, eles têm curso mais logo.

Ou seja, o modelo manteve os mesmos atributos da geração anterior, continua com ótimo custo/ benefício e ainda ganhou visual modernizado (com a adoção da nova frente) e interior mais refinado. Se o Peugeot 206 Escapade já era uma das melhores opções para quem queria um carro com visual off-road para rodar na cidade, o que dizer de sua evolução?

 

 

SHARE
Artigo anteriorAproveite as oportunidades
Próximo artigoO C4 que faltava