Novo bafômetro da PRF funciona sem sopro do motorista

Equipamento será empregado inicialmente no Rio de Janeiro

Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Polícia Rodoviária Federal irá começar a empregar na fiscalização um novo tipo de tipo de detector de alcoolemia, o chamado bafômetro, que dispensa o sopro do motorista para detectar a presença de álcool.

O equipamento, que funciona por aproximação, será complementar ao uso do bafômetro tradicional, que será reservado apenas aos condutores que não passaram no primeiro teste. A explicação para isso é que o novo equipamento é capaz de detectar a presença de álcool, mas não a quantidade presente no organismo.

Serão disponibilizados inicialmente 18 aparelhos do tipo, que serão empregados nas rodovias federais e em blitze da Lei Seca no Rio de Janeiro. Quem é flagrado dirigindo alcoolizado ou se recusa a fazer o teste comete infração gravíssima, com multa de R$ 2.934,70 e a possibilidade de suspensão do direito de dirigir por 12 meses, recolhimento da habilitação e retenção do veículo. Em caso de reincidência no período de até 12 meses, aplica-se em dobro a multa prevista.

Com informações da Agência Brasil

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool
+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas
+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial
+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasileiro
+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar