Novo Chevrolet Camaro chega ao Brasil em fevereiro

Esportivo ganhou retoques no visual e novos equipamentos de série

Camaro Cupê (Divulgação)

Revelado ao público no Salão de São Paulo, o Chevrolet Camaro reestilizado chega em fevereiro ao mercado brasileiro, mas os preços ainda não foram divulgados pelo fabricante. Atualmente, a linha 2018 do modelo é oferecida no site da marca por R$ 315.000 (cupê) e R$ 350.000 (conversível).

O Camaro segue disponível nas carrocerias cupê e conversível, sempre na versão SS e equipado com o motor 6.2 V8 de 461 cv. Além da dianteira e traseira reestilizados, o esportivo ganhou um novo câmbio automático de dez marchas, controle de largada e de aquecimento dos pneus traseiros, retrovisor central com câmera de ré, sistema de iluminação da cabine personalizável com oito novas opções de tons degradês e a terceira geração da central multimídia MyLink que vem combinada ao sistema de som premium Bose.

De acordo com a Chevrolet, o Camaro é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 4,2 segundos, enquanto a velocidade máxima é limitada eletronicamente em 290 km/h (cupê). A lista de opções de cores do modelo irá incluir o Azul Egípcio, o Laranja Imperial e o Amarelo Persa, além do Branco Summit, Preto Ouro Negro e do Vermelho Tinto.

As duas versões do esportivo fazem parte da lista de onze carros que a Chevrolet irá lançar no mercado brasileiro ao longo de 2019, numa lista que inclui também o elétrico Bolt EV (leia aqui) e também o Cruze e Cruze Sport6 reestilizados (e que sairá de linha nos EUA no próximo ano).

Confira em breve a avaliação do Camaro 2019 aqui no site da MOTOR SHOW

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel