Novo Civic, em definitivo

Um dos “calcanhares de aquiles” do New Civic sempre foi o consumo – ponto de destaque dos modelos antigos, quando o baixo gasto com combustível era uma de suas principais qualidades. A coisa desandou com o surgimento do motor 1.8 no New Civic. Os proprietários sempre elogiaram muito o carro sob diversos aspectos, mas sempre reclamaram do alto consumo, principalmente depois que o carro passou a ser oferecido com sistema ex. A recalibragem feita no ano passado e a utilização do sistema de direção elétrica não foram su cientes para conter, de maneira satisfatória, o alto consumo, principalmente quando se utiliza o etanol. Pois bem, sabe-se que a Honda trabalhou duro nessa versão 2012 para reduzir o consumo.

No novo modelo, já lançado no mercado norte-americano, a Honda enfatiza o compromisso da engenharia em conter o gasto de gasolina. O per l da nova carroceria privilegiou a aerodinâmica com o objetivo claro de reduzir a resistência do ar, principalmente em rodovias. O melhor rendimento do novo sedã aparecerá também em uma performance mais marcante do modelo 2012 quando comparado ao New Civic. Mas não espere milagres: a mecânica deverá ser bastante semelhante à do modelo atual: motor 1.8 ex e câmbio de cinco marchas, tanto na vetrsão manual quanto na automática. E a plataforma também se mantém. Ou seja, no novo Civic 2012 só muda a casca, mas aessência continua a mesma.

O interior do novo modelo manteve as linhas básicas do New Civic, mas as informações estão mais voltadas ao motorista 

Os preços deverão ser semelhantes aos praticados hoje. Até porque esse segmento está cada vez mais competitivo e difícil para os japoneses, principalmente depois da chegada agressiva dos franceses (com 408 e Fluence) e dos coreanos (com Cerato, já terceiro em vendas, e Elantra, esperado para junho).

Em relação à versão de entrada LXL, esta edição especial para limpar os estoques ganhou ar digital, sensor de estacionamento e novo desenho para as rodas de liga 16” 

New Civic LXL SE: Última chance!

É quase um final de feira, quando o dono da banca junta o que sobrou para fazer um preço especial. É mais ou menos isso que a Honda está fazendo com o Civic (aliás, isso está se tornando um padrão de quase todas as marcas). Enquanto aguarda o lançamento da nova versão, no segundo semestre, oferece um modelo mais em conta (LXL SE ou Special Edition) para limpar estoques. Trata-se de um LXL, que foi apresentado no início do ano passado, mas com uma série de equipamentos a mais. Além dos itens normais de um LXL, vem com volante revestido em couro, sensor de estacionamento, faróis de neblina, ar digital, termômetro externo com indicação no painel, novo desenho das rodas de liga aro 16. A mecânica é idêntica: motor 1.8 Flex de 140 cv de potência e 17,7 kgfm de torque (etanol). Uma boa opção de compra se o preço for interessante, o que não é o caso. Com preços a partir de R$ 67.430 para a versão manual e R$ 72.165 para a automática, é um bom carro, mas caro demais para um produto que está sendo substituído.

COMPARTILHAR
Notícia anteriorMotor News
Próxima notíciaRacional e econômico