Novo Land Rover Defender vira híbrido e chega ao Brasil em 2020

Agora monobloco, nova geração do utilitário fica menos "raiz" e mais tecnológico

Land Rover Defender
Novo Land Rover Defender (Divulgação)

Enfim a Land Rover debutou nesta terça-feira (10) a tão aguardada novíssima geração do Defender. Exibindo um visual alinhado com os demais veículos do fabricante, mas sem perder a personalidade, ele estará no Brasil a partir do 2º semestre do próximo ano. Posicionado entre os modelos Discovery Sport e Discovery, o Defender terá versões 90 e 110, que dependendo da configuração pode acomodar 5,6 ou 7 passageiros.

Seis versões estão disponíveis: Defender, S, SE, HSE, Defender X e First Edition. Além dos pacotes Explorer Pack, Adventure Pack, Country Pack e Urban Pack. Entre os itens, eles adicionam estribos laterais chuveiro portátil e barras de proteção lateral. Os preços iniciam em 49.900 euros no configuração 90 ou 55.990 na versão 110. Algo próximo a R$ 223.350 e R$ 250.200 em conversão direta.

Feito sobre a arquitetura D7X, com monobloco de alumínio, o Defender 110 mede 4,76 m de comprimento, 2 m de largura, 1,98 m de altura e espaçosos 3 m de entre-eixos. Já a variante 90, possui 4,32 m e 2,58 m, só para comparar. As capacidades off-road são de 29,1 cm em relação ao solo (20 mm mais alto do que em qualquer SUV da Land Rover), assim como nos ângulos de ataque de 38°, de dorso de 28° e de saída de 40°.

Além disso, pode encarar alagamentos com até 90 cm de profundidade. O Defender leva carga útil máxima de 900kg, teto estático de até 300kg e capacidade de reboque de 3,720 kg. O Defender pode receber suspensões a ar, capaz de elevar a carroceria em até 14,5 cm. O conjunto com molas helicoidais também está disponível.

O Defender é o primeiro Land Rover a oferecer a função “Wade Programme”, que controla automaticamente a aceleração, pré-seleciona a transmissão, ajusta a suspensão e configura a suspensão para o motorista enfrentar as adversidades do fora de estrada. Além disso, essa funcionalidade pressiona automaticamente as pinças de freios para limpar os discos/pastilhas para não perder eficiência nas frenagens.

Motores

O Defender oferecerá motores a  combustão e do tipo híbrido plug-in (PHEV) ou híbrido leve (MHEV). As variantes movidas a diesel oferecem um 2.0 turbinado nas configurações D200 ou D240, com 200 cv e 240 cv, respectivamente. O torque em ambos é de 43,84 Kgfm.

Os propulsores a gasolina são: P300 (2.0 turbo), P400 MHEV (seis cilindros 3.0). Este último, conectado a compressor elétrico de 48V com 400 cv e 56 kgfm. Todas as versões utilizam transmissão automática ZF de oito marchas. Para o próximo são aguardadas as variantes P400e PHEV permitindo ao Defender rodar no modo puramente elétrico.