Novos kits para o Agile

0
152

A Chevrolet preparou dois kits exclusivos para o recém-lançado Agile. Se você tem um espírito aventureiro, opte pelo Sunny, que traz aerofólio, rodas de alumínio aro 16 e rack de teto, entre outros itens, por R$ 4.393. A marca também disponibiliza o Kit Sport, com aerofólio, spoilers dianteiro e traseiro, saias laterais, rodas aro 16, faróis com máscara negra, lanterna esportiva e


pneus 195/55, por R$ 5.346. O carro já pode sair da concessionária com o kit, como se fosse um item de fábrica (mas é instalado na própria revenda). Vale ressaltar que o cliente pode voltar na revenda dias depois de retirar seu Agile 0km, fazer a instalação e levar embora, caso se interesse em usar em outro carro ou vender, todos os seus pneus, rodas e faróis originais.

Volks passa a Toyota e agora já é a maior do mundo

Depois de quebrar a supremacia da GM como a maior fabricante de automóveis do mundo no ano passado, a Toyota já corre sério risco de perder seu posto. Até agora, neste ano, o lugar foi ocupado pelo grupo VW, formado por nove marcas, entre elas a Porsche, a Audi, a Seat, a Scania e a própria Volkswagen. A corporação alemã já produziu este ano 400 mil veículos a mais do que a marca japonesa.

A Kia revelou a primeira foto de seu novo lançamento mundial, o Cadenza. Trata-se de um sedã luxuoso que, para a marca, exibe a contínua evolução na linguagem de design da montadora. Entre os mimos de conforto estão volante aquecidos e bancos dianteiros ventilados. O carro fará sua estreia fora da Coreia nos salões da Arábia Saudita, do Kuwait e de Dubai. O preço não foi revelado, assim como não foi confi rmada a possibilidade de ser vendido aqui.

O SUBSTITUTO DO VECTRA GT Está para ser lançado na Coreia a versão hatch do Cruze. Como o sedã sensação da Chevrolet está na fila de espera para chegar ao mercado nacional (acredita-se que isso aconteça no segundo semestre de 2010), não é difícil concluir que sua versão hatch esteja marcada para chegar logo após, no primeiro semestre de 2011. E mais: com a suspensão da construção da nova fábrica mexicana, o Cruze será produzido aqui mesmo no Brasil.

Brawn agora é Mercedes GP

A vida útil da equipe Brawn na F-1 durou pouco – apenas uma temporada. Mesmo depois de faturar o título de pilotos e de construtores, a escuderia de Ross Brawn decidiu vender 75,1% dos direitos do grupo para a Mercedes. De acordo com o anúncio, Ross Brawn e Nick Fry continuarão à frente no que diz respeito à chefi a da equipe nas pistas, mas na próxima temporada deixará de lado a nomenclatura Brawn GP e passará a se chamar Mercedes Grand Prix. Com o anúncio, crescem as chances de o alemão Nico Rosberg assumir um dos carros em 2010.