O lado sombrio da poderosa Amarok

Roberto Assunção

Mostrada no Salão de São Paulo de 2014, a VW Amarok Dark Label é uma série especial baseada na versão Trendline. Oferecida somente com cabine dupla, tem produção limitada em 1.000 unidades e vendas entre abril e novembro deste ano. Segundo a Volkswagen, sua continuidade dependerá da aceitação dos consumidores brasileiros. O visual é destaque e traz pintura em preto fosco no santantônio, nos estribos laterais, nas maçanetas, nas capas dos retrovisores e no para-choque traseiro. A Dark Label ainda tem faróis com iluminação diurna, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, vidros traseiros e vigia escurecidos, novo defletor frontal, lanternas fumês, iluminação da placa em LED e faixas laterais.


O interior da Amarok Dark Label tem os mesmos equipamentos da Trendline, mas com bancos parcialmente revestidos de couro. As rodas de liga leve são aro 18

A cabine da Amarok é semelhante à de automóveis de passeio. Contudo, na Dark Label o interior está ainda melhor, com bancos parcialmente revestidos de couro Alcantara, além de tapetes de veludo, manopla de câmbio e de freio de mão também em couro, novo acabamento do console central e volante multifuncional redesenhado. Opcionalmente recebe central multimídia com navegador, sensores de chuva e crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico, engate removível para reboque e rodas aro 18 com detalhes pintados de preto. O motor a diesel 2.0 biturbo tem 180 cv e 42,8 kgfm. A transmissão automática é de oito marchas.

A picape impressiona pelas boas acelerações, bem como pelas mudanças do câmbio e pelo equilíbrio. A tração é integral e sua dirigibilidade é ótima para uma picape. Os freios com ABS off-road proporcionam maior segurança em pisos como areia ou pedriscos e em velocidades de até 130 km/h. Também são de série na Dark Label o sistema de assistência à frenagem, o controle de tração e de estabilidade, o bloqueio eletrônico do diferencial, o controle automático de descida, o assistente de partida em rampas e o sistema isofix de fixação de cadeirinhas para criança no banco traseiro, além dos airbags laterais. Agora, chegou a vez de o Brasil (a Dark Label já deu as caras na Argentina) conhecer o lado negro da Amarok, que estará disponível nas cores branca, prata, cinza e preta.

—–

Ficha técnica:

Volkswagen Amarok Dark Label 2.0 TD

Motor: 4 cilindros em linha, 16V, biturbo, injeção direta
Cilindrada: 1968 cm3
Combustível: diesel
Potência: 180 cv a 4.000 rpm
Torque: 42,8 kgfm a 1.750 rpm
Câmbio: automático, oito marcha
Tração: integral
Direção: hidráulica
Dimensões: 5,254 m (c), 1,944 m (l), 1,834 m (a)
Entre-eixos: 3,095 m
Pneus: 245/65 R17 (255/60 R18 opcional)
Caçamba: 1.280 litros
Tanque: 80 litros
Peso: 2.044 kg 0-100 km/h: 10s9
Velocidade máxima: 179 km/h
Consumo: não disponível
Nota do Inmetro: não participa