Opções para a família

(Esquerda) 207 SW XR SPORT 1.4 R$ 45.640 (Avaliada)


(Centro) SPACEFOX 1.6 R$ 66.965 (Avaliada)

(Direita) WEEKEND ELX 1.4 R$ 54.746 (Avaliada)

Muitos pensaram que os monovolumes, como Fit, Idea e Meriva, acabariam causando a extinção das peruas, mas não foi o que aconteceu: foram vendidas este ano mais de 70 mil peruas, contra quase 93 mil monovolumes. Isso mostra que os monovolumes são mais populares, mas que as peruas ainda têm participação no mercado.

Hoje competem neste segmento, com a aposentadoria da Parati, apenas três modelos. A Volkswagen oferece a SpaceFox, a Peugeot aposta na nova 207 SW, enquanto a Fiat oferece a Palio Weekend.

OS PREÇOS

A Weekend com motor 1.4 começa mais barata, por R$ 40.820, mas quase tudo é opcional. A 207 SW, também com motor 1.4, parte dos R$ 42.990, já bem completa, e a SpaceFox é mais cara: parte dos R$ 48.250, com a vantagem do motor 1.6, mais potente.

As versões de Palio Weekend e SpaceFox das fotos vão mais alto, seguindo a tradição das montadoras de oferecer à imprensa modelos com todos os opcionais, para causar melhor impressão. Na Palio, até o tecido nas portas é opcional e na SpaceFox a regulagem de altura e profundidade do volante – que proporciona melhor posição ao volante – também é opcional.

Resultado: a SpaceFox avaliada, na versão Sportline e cheia de opcionais, custa R$ 66.965; a Palio, também com todos os opcionais, sai por R$ 54.746. A Peugeot, como mostrada, sai por R$ 45.640.

Mas, voltando ao mundo real, ao carro que o consumidor compra, a 207 SW é a mais barata. Com os itens mais procurados (ar, direção hidráulica, vidros e travas elétricas e rodas de liga leve), custa R$ 44.790, contra R$ 46.558 da Palio Weekend ELX e R$ 49.800 da SpaceFox. Com este pacote na perua VW já dá para levar uma 207 SW 1.6, mais potente. Mas vamos nos ater às versões mais baratas – Fiat e Peugeot vêm com o motor 1.4 (a VW só é oferecida com o 1.6).

O novo painel da 207 SW, acima, tem plásticos de melhor qualidade e display remoto para o sistema de som. A traseira, no alto da página, não mudou quase nada com relação ao modelo anterior, a 206 SW

Na SpaceFox avaliada, abaixo, bancos em couro e comandos do som no volante são opcionais. A posição de dirigir é mais alta que nas rivais, mas o acabamento interno, com muito plástico, decepciona

O painel da Palio Weekend tem desenho mais antigo. O acabamento é honesto, mas paga-se mais pelo tecido nas portas e bancos em veludo. As lanternas traseiras lembram o design de um Alfa Romeo

Equipamentos e preços

OS CARROS

Depois de “alinhar” preços e equipamentos, vamos aos carros em si. Temos, por valores semelhantes, três peruas para a família, mas com características diferentes, que tornam até difícil definir uma vencedora – cada uma, claro, tem suas qualidades e defeitos.

A 207 SW é a maior novidade do segmento, embora não seja exatamente nova. Enquanto a Europa tem a 207 SW totalmente nova, aqui o que se fez foi mais um face-lift na 206 SW, que ganhou a dianteira do modelo europeu, mas continua com a mesma base antiga – e na traseira a mudança se limitou praticamente apenas à mudança nas luzes de neblina.

A mudança no interior foi grande: novo painel de instrumentos, parecidos com o do 307, e plásticos de melhor qualidade, que lhe dão uma sensação de sofisticação superior à das concorrentes. Ainda entre as qualidades da Peugeot, estão a dirigibilidade, a melhor do grupo, com um câmbio de bons engates e destaque para a suspensão, única que permite dirigir “esportivamente”, sem abrir mão do conforto. O sistema de direção é bem isolado e a posição de dirigir é a mais baixa e esportiva. A 207 também ganha pontos pelo bom isolamento acústico, que faz com que mal se ouçam os ruídos do motor e de rodagem.

Mas o que pesa contra a Peugeot é principalmente seu tamanho. Mais de 20 cm menor que as rivais, sua distância entreeixos é de apenas 2,443 m. Por isso, a capacidade do porta-malas é equivalente à de um hatch (313 litros) e o espaço no banco traseiro é limitado. E ela oferece só os dois alto-falantes dianteiros – se quiser mais, instale na concessionária.

Se o espaço é o principal problema da 207 SW, é a maior qualidade da SpaceFox. Apesar de o portamalas de 430 litros ser um pouco menor que o da Palio, o banco traseiro corrediço (opcional) é prático, podendo aumentar a capacidade ou reduzi-la, dando mais espaço para os passageiros que viajam atrás. Também por ser mais alta, dá uma sensação de maior espaço, e a posição de dirigir elevada agrada às mulheres.

Mas o fato de o motorista sentar mais no alto tem seu preço no sacrifício do conforto e da dirigibilidade – ela demora a responder aos comandos do volante, sua suspensão é dura e desconfortável. Enfim, falta prazer ao dirigir. Também pesam contra ela o acabamento todo em plástico (sem opção de pagar a mais pelo tecido, como na Palio) e o painel de instrumentos com uma aparência barata e contagiros quase ilegível. Com motor 1.6 seu desempenho é o melhor do grupo. Mas, como já vimos, é também mais cara.

Enfim, temos a Palio Weekend, confortável no conjunto e velha no projeto. Tem entreeixos semelhante ao da VW e porta-malas maior, mas a sensação de espaço interno é menor. Recentemente reestilizada, ainda é, basicamente, o mesmo carro lançado em 1997 – idade que se mostra no painel e no design externo.

Seu motor é ligeiramente mais potente que o da Peugeot, mas tem menos torque – e o resultado é um desempenho inferior ao das concorrentes, além de certa aspereza e maior nível de ruído A suspensão é mole demais: ruim em curvas e desvios de trajetória, compensa com conforto em pisos irregulares. Ainda depõe contra ela o câmbio, com engates imprecisos.

No lado positivo, além da suspensão e do portamalas, itens de série como computador de bordo e abertura interna do porta-malas e tanque de combustível, além de consumo de combustível mais contido. É, também, a mais vendida do segmento, o que pode representar mais facilidade na revenda. É, ainda, a com preço mais baixo na versão básica, pois é a única que permite a compra sem ar-condicionado.

A frente é nova, mas a traseira não. Por isso, falta harmonia na 207 SW, assim como acontece na versão hatch, lançada há poucos meses

A SpaceFox é mais alta, assim como sua posição de dirigir. Ganha pontos principalmente entre as mulheres, fãs desta característica.

A Palio Weekend é mais comprida: isso não se reflete no espaço para passageiros, mas apenas no porta-malas, o maior do comparativo.

FICHA TÉCNICA

Peugeot 207 SW

Motor

4 cil. em l., 1.4 l., 8V, aspirado

Transmissão

Manual, 5 marchas, tração dianteira

Dimensões (m)

Comp:3,87 / larg:1,67 /alt:1,47

Entreeixos 2,443 m

Peso

1.113 kg

Porta-malas

313 a 1.136 litros

Gasolina

Álcool

Potência (5.250 rpm)

80 cv

82 cv

Torque (3.250 rpm)

12,85 kgfm

12,85 kgfm

Vel. máxima

171 km/h

171 km/h

0 a 100 km/h

n/d

n/d

0 a 100 km/h

n/d

n/d

Emissão de CO2

n/d

n/d

Preço básico

R$ 42.990

FICHA TÉCNICA

VW SpaceFox

Motor

4 cil. em l., 1.6 l., 8V, aspirado

Transmissão

Manual, 5 marchas, tração dianteira

Dimensões (m)

Comp:4,18 / larg:1,66/alt:1,58

Entreeixos 2,464 m

Peso

1.095 kg

Porta-malas

430 litros

Gasolina

Álcool

Potência (5.250 rpm)

101 cv

103 cv

Torque (3.250 rpm)

14,3 kgfm

14,5 kgfm

Vel. máxima

173 km/h

175 km/h

0 a 100 km/h

11,1 s

10,8 s

0 a 100 km/h

C: 11,6 E: 17,00

C: 7,8 E: 11,0

Emissão de CO2

149 g/km

145 g/km

Preço básico

R$ 48.250

FICHA TÉCNICA

Palio Weekend ELX 1.4

Motor

4 cil. em l., 1.4 l., 8V, aspirado

Transmissão

Manual, 5 marchas, tração dianteira

Dimensões (m)

Comp:4,24 / larg:1,64/alt:1,52

Entreeixos 2,437 m

Peso

1.091 kg

Porta-malas

460 litros

Gasolina

Álcool

Potência (5.250 rpm)

85 cv

86 cv

Torque (3.250 rpm)

12,4 kgfm

12,5 kgfm

Vel. máxima

166 km/h

167 km/h

0 a 100 km/h

13,5 s

13,4 s

0 a 100 km/h

C: 13,4 E: 17,5

C: 9,5 E: 13,0

Emissão de CO2

138 g/km

121 g/km

Preço básico

R$ 40.820

O acesso ao porta-malas da 207 SW é amplo, mas o espaço para a bagagem não é muito maior que o de um hatch compacto: grande falha em uma perua para a família

A SpaceFox tem porta-malas grande, mas o acesso é prejudicado pela “boca” pequena e alta. Única com banco traseiro corrediço, que pode aumentar ou diminuir o bagageiro

A Weekend tem o maior porta-malas e com acesso fácil. O banco traseiro é bipartido, assim como na SpaceFox. A Peugeot só oferece este item nas versões com motor 1.6

CONCLUSÃO

Apontadas as características de cada carro, a questão é ver qual encaixa melhor nos seus desejos. Para quem faz questão de espaço e posição de dirigir elevada, a SpaceFox é mais indicada – e você leva um motor mais potente, apesar de em um carro que não é prazeroso de dirigir e tem interior simples e um tanto ruidoso. Mas, pelo preço dela, dá para pensar em uma 207 SW 1.6 16V, ainda mais potente.

Se o espaço não é prioridade, mas sim a esportividade, a Peugeot responde melhor, mesmo com este motor 1.4 (por um pouco mais, leva-se o 1.6), além de ter um interior mais sofisticado. Talvez o sucesso da Palio, líder de vendas, esteja no equilíbrio: não é ruim de guiar como a SpaceFox nem tem dimensões reduzidas como a Peugeot. Por outro lado, não tem a posição de dirigir elevada da Volks nem a sofisticação da Peugeot. Mas, independentemente da sua escolha entre estas três peruas mais acessíveis do mercado, considere ainda que Fit, Meriva e Idea, todos com motor 1.4, estão em uma faixa de preços muito semelhante à delas e podem ser uma boa opção, mas isso é assunto para outro comparativo. Aguarde!