Os novos segredos da VW: o Gol para 2018 e a volta do Polo

A severa crise financeira pela qual passa o nosso País não afeta somente o nosso dia a dia: está afetando profundamente os planos de toda a indústria instalada por aqui, principalmente a automobilística. A Volkswagen havia feito planos de aperfeiçoamentos e mudanças para toda sua linha de produtos nessa década até 2020.Mas, infelizmente, os planos ao longo desses últimos anos precisaram ser alterados drasticamente. Em 2014 havíamos descoberto que em 2016 o Gol seria um novo carro: nova carroceria com seus sistemas de direção, suspensão e freios; mecânica modernizada e um carro em condições reais de reassumir a liderança de vendas do mercado nacional.

Mas a queda livre nas vendas fez com que o novo lançamento esperado para 2016 fosse adiado para 2018. E agora apuramos, graças a informações seguras obtidas por fontes da marca, que os planos para o Gol foram radicalmente mudados. Aquela nova carroceria que utilizaria a moderníssima plataforma MQB foi deixada de lado por questões de custos. Esse novo Gol chegaria muito caro para o consumidor e o Gol, por isso, deixaria de ser um carro barato e acessível ao consumidor médio.

O novo Gol para 2018 será baseado nessa carroceria atual G5,que deverá ser profundamente modernizada. Mas a mecânica atual deverá ser mantida, afinal de contas o Gol acabou de receber nessa sua versão 2017 um conjunto motor/cambio totalmente reformulado e modernizado, atualizando performance, consumo e emissão de poluentes de acordo com as exigências atuais do mercado.

O departamento de design da Volkswagen trabalha a todo vapor no que será a grande reformulação pela qual a carroceria atual passará para transformar o Gol 2017 em um novíssimo Gol 2018. Com a mecânica modernizada nesse modelo 2017 e com a reformulação estilística pela qual o modelo 2017 está passando, nossas fontes da marca acreditam que o Gol possa manter-se entre os três carros mais vendido do mercado nacional até, pelo menos, 2021. Uma solução interessante para a marca, para manter o Gol com um auto volume de vendas e em uma faixa de preço semelhante ao que o carro é comercializado hoje. Uma estratégia interessante.

Muita gente deve estar curiosa por saber: ”e o Gol GTI, volta ou será definitivamente enterrado e esquecido?” Claro que fizemos essa pergunta a nossa fonte secreta. Sua resposta foi clara e objetiva: ”O carro está mecanicamente pronto, terá motor 1.4 turbo com injeção direta com cerca de 150cv de potencia e cambio de 6 marchas. Mas apesar de pronto ainda não foi aprovado. Ou seja, não basta termos apenas o produto é preciso que ele seja aprovado pela presidência daqui e também pela Alemanha. Com a crise que enfrentamos ainda não está nada definido. A nossa fonte também não descartou a possibilidade de, em 2018, a Volkswagen fazer uma serie limitada de, por exemplo, mil carros GTI para comemorar os 30 anos de lançamento desse mítico Gol que aconteceu em 1988.

Mas, claro, perguntei ao nosso informante o que a marca faria com aquele “novo Gol” que já estava pronto e em adiantado desenvolvimento pela engenharia. A resposta é que esse novo carro será produzido e ocupará um segmento superior no mercado, onde hoje a marca não possui produto.

Sua resposta foi: ”esse carro será, na realidade, um relançamento do Polo no mercado nacional. Esse carro havia sido descontinuado em 2014,por causa do seu baixo volume de vendas, preço alto e falta de atualização ,que criava um natural desinteresse do consumidor por esse bom produto.

Na Europa o novo Polo é um carro de sucesso. Tem a moderna plataforma MQB e é um carro que atraí o interesse do consumidor Europeu. Pois bem, o que deveria ser o novo Gol tinha muito do novo Polo. Eram carros quase irmãos.

Essa mudança de planos acabou ajudando a Volkswagen a armar melhor sua grade de produtos:o Up é o carro de entrada, o Gol vem como carro popular e de grande volume, o Fox atenderá a exigência de um consumidor mais seleto e tecnológico e o novo Polo deverá ser um carro ligeiramente maior e mais sofisticado na tecnologia que oferecerá ao seu consumidor.

Esse novo Polo enfrentará no mercado o Ford New Fiesta,o Citroen C3,o Peugeot 208,o Fiat Punto, Honda Fit,Toyota Etios Platinum e o HB20 Premium. A expectativa toda está no tempo em que a tal crise financeira ainda apertará o cinto do consumidor brasileiro. Os planos que estamos adiantando aos leitores é para adiante de 2018. Os planos hoje são esses. Para amanhã, só a situação econômica do Brasil é que poderá responder.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool
+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas
+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial
+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasileiro
+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar