Os outros Jeeps da Segunda Guerra

Neste ano que marca as sete décadas do término da Segunda Guerra Mundial não vão faltar homenagens para o Jeep, modelo militar que foi o principal legado do conflito para a indústria automobilística mundial. Mas apesar de menos lembrados, outros países nos dois lados da guerra tiveram veículos que seguiram o mesmo conceito do utilitário americano.

Um deles é o soviético GAZ 67. A União Soviética era parte dos Aliados (grupo formado também por Estados Unidos, Inglaterra e França) e recebia grandes quantidades do Jeep. E o utilitário apresentado em 1943 em seguia o mesmo conceito do americano: uma carroceria de linhas simples e tração nas quatro rodas. A curiosidade é que o projeto soviético utilizava uma série de componentes de origem Ford, como o motor 3.3 de quatro cilindros e 50 cv. Também pudera: os americanos é que ajudaram a construir a fábrica da GAZ na década de 1930.

Do outro lado do conflito, o grupo formado por Alemanha, Japão e Itália também teve uma grande variedade de veículos utilitários leves. Os alemães utilizaram a plataforma do então recém-lançado Fusca para desenvolver uma série de modelos militares. As forças armadas de Adolf Hitler utilizaram o Kübelwagen, que teve mais de 50 mil unidades produzidas entre 1940 e 1945 e o anfíbio Schwimmwagen, que também era montado sobre a base do Besouro. Ambos utilizavam o propulsor 1.1 de 25 cv.

Na Itália, o principal modelo foi o Fiat 508CM. Baseado no civil 508 Balila, que foi o primeiro carro produzido em série pelos italianos, o carrinho era equipado com um propulsor 1.0 de 30 cv e tinha algumas diferenças em relação ao carro civil, como a suspensão elevada, e a carroceria de linhas mais simples e chapas de acabamento rústico.

Apesar de ainda engatinhar no mercado automotivo naquela época, os japoneses também tiveram os seus carros militares. O principal deles foi o Tipo 95 Kurogane, da empresa Nihon Nainenki. O estranho modelo combinava uma carroceria roadster a tração nas quatro rodas e um motor 1.4 de dois cilindros e 33 cv refrigerado a ar. Com velocidade máxima de 75 km/h, o jipinho japonês teve 4.800 unidades produzidas entre 1934 e 1945.