Os parentes romenos do Ford Corcel

Modelo desenvolvido no Brasil não foi o único derivado do Renault 12 francês

12274
Dacia 1300 Break 1975 (Divulgação)

Lançado há 50 anos, o Ford Corcel foi o segundo modelo de automóvel produzido pela marca do oval azul no Brasil. Fabricado até 1986, somou 1,4 milhão de unidades produzidas em duas gerações, além de dar origem à perua Belina e ao sedã médio Del Rey.

Apesar do nome, inspirado pelo sucesso do Ford Mustang, o Corcel era mais francês do que americano. Teve como base o projeto ‘M’, carro que a Willys Overland do Brasil (adquirida pela Ford em 1967) desenvolvia em conjunto com a Renault e que daria origem ao modelo Renault 12 na França. Longe de ser um caso isolado, o brasileiro Corcel não foi o único modelo derivado do Renault. Em 1969, a romena Dacia começava a produzir sob licença o carro francês. E no país do Leste Europeu, o modelo daria origem a uma família de automóveis que entraria no século 21 ainda em produção. Conheça alguns deles a seguir:

Dacia 1300
Divulgação

O Dacia 1300 era um Renault 12 produzido sob licença, por meio de um acordo entre a montadora francesa e o governo comunista da Romênia. Inicialmente idêntico ao carro vendido na França, o 1300 durou até 2004, quando era um carro de visual bem diferente do original, porém mantendo as mesmas linhas básicas e a mecânica da mesma família do Corcel.

Dacia 1325 Liberta
Divulgação

Apesar do visual datado, o Dacia 1325 Liberta foi produzido na Romênia entre 1991 e 1996. Era um hatch de cinco portas derivado do Dacia 1300. Sob o capô, usava motores 1.4 e 1.6, da mesma família dos propulsores empregados no Corcel.

Dacia 1307 Double Cab
Divulgação

O Liberta não foi o único modelo criado pela Dacia com base no Renault 12. Entre 1992 e 2006, a fabricante romena produziu uma picape de cabine dupla. Usava os motores de origem francesa e tinha até a opção de tração 4×4.

 

 

blog comments powered by Disqus