“Pai” do BMW M5, 530 MLE será restaurado na África do Sul

Produzido entre 1976 e 1977 no país africano, modelo 530 MLE foi o primeiro carro de rua desenvolvido pela BMW Motorsport

BMW 530 MLE (Divulgação)

A filial sul-africana da BMW anunciou que irá restaurar um dos poucos exemplares remanescentes do sedã 530 MLE (Motorsport Limited Edition), modelo produzido entre 1976 e 1977 na África do Sul e que foi o primeiro veículo de rua projetado pela BMW Motorsport, a divisão esportiva da marca alemã hoje responsável pelo sedã esportivo M5.

O 530 MLE foi projetado para homologar a participação do BMW Série 5 na Modified Production Series, categoria local de automóveis de turismo em que o 530 MLE só deixaria de competir em 1985, tendo se tornado o Série 5 mais bem sucedido em competições na história da BMW. As regras do campeonato exigiam a produção de 100 exemplares da versão de rua, o que foi feito em duas séries: a primeira, em 1976, com 110 unidades, e a segunda, em 1977, com 117 unidades.

O 530 MLE trazia um motor 3.0 de seis cilindros preparado para desenvolver 200 cv (23 cv a mais do que o 530 “normal”), carroceria aliviada com partes em alumínio e chapas de aço mais leves ou perfuradas, além de rodas e um pacote aerodinâmico exclusivo. Com as modificações, o sedã acelerava de 0-100 km/h em 9,3 segundos e alcançava os 208 km/h de velocidade máxima.

O carro que será restaurado pela BMW é o exemplar de chassi nº 100. No processo de recuperação do modelo, a marca alemã vai contar inclusive com o apoio de funcionários aposentados da companhia que ajudaram a produzir o sedã esportivo nos anos 1970.