Para a família, agora mais comple


O modelo 2010 do Dodge Journey não se destaca por nenhuma mudança em seu visual: apenas por sua lista de equipamentos de série, que está mais recheada, sem um repasse de custo signi cativo para o consumidor. Segundo a marca, os equipamentos que passaram a fazer parte do pacote do modelo acresceram R$ 1 mil no preço nal do crossover. Isso, na prática, signi ca cerca de 1% do preço, agora de R$ 99.900 – um valor bastante razoável, principalmente se considerarmos o porte do modelo, que transporta até sete passageiros e é equipado com motor V6 de 2,7 litros que produz 185 cv e tem transmissão automática de seis marchas. As novidades começam pelo novo sistema de áudio touch screen, com qualidade de som melhorada, DVD player e memória interna de 20 GB.

O acabamento do painel poderia ser melhor, uma câmera exibe imagens no sistema de som para ajudar a estacionar, e os bancos são revestidos em couro

Outro importante item disponibilizado é a câmara traseira, que auxilia o motorista nas manobras: o sistema é ligado automaticamente sempre que engatamos a marcha à ré, ajudando nas manobras, mais complicadas pela visão traseira limitada de vans e crossovers. Mais um item inexistente nas versões 2009 era o computador de bordo, agora disponível na versão 2010 – e com comandos no volante. Por m, o porta-luvas agora climatizado permite que o sistema de ar- condicionado refresque latas de bebidas, por exemplo, nas viagens mais longas. Prático.

Dirigindo o Journey, chama a atenção a posição do motorista, muito parecida à postura que se tem em um carro comum. O posicionamento do volante de direção e a altura dos bancos dá essa boa e confortável impressão. Pesado, o Journey certamente seria mais ágil com um motor maior, talvez de 3,5 litros. Em contrapartida, o modelo perderia um de seus maiores atributos, que é um consumo de combustível que não é exatamente baixo, mas até contido, se considerarmos seu porte. Na prática, percebe-se que para uma utilização familiar sua performance é mais do que su ciente, e o consumo, que gira entre 9 km/l e 10 km/l em estradas sem serras e de pista dupla e ca entre 5 km/l e 6 km/l na cidade, é bastante coerente com seu desempenho e peso. Uma compra bastante interessante para as grandes famílias que querem conforto.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

COMPARTILHAR
Notícia anteriorInvadimos a AMG
Próxima notíciaMotor News