Carros a combustão estarão extintos até 2050, avalia a Toyota

0
626
Modelos híbridos irão dividir espaço com elétricos e os movidos a hidrogênio (Foto: Toyota)

Uma má notícia para os fãs dos carros movidos somente por motores a combustão. Em entrevista concedida recentemente, o executivo da Toyota Kiyotaka Ise prevê que até 2050 os modelos com propulsores convencionais estarão praticamente extintos da linha de produção dos fabricantes.

De acordo com o executivo, esta mudança será um reflexo natural das cada vez mais restritivas leis de emissões de poluentes. “Não será fácil para os carros movidos à diesel e gasolina sobreviverem. Com o declínio destes propulsores, o mundo está virando de cabeça para baixo e a Toyota terá que mudar as suas estratégias”, destacou Ise.


O seu lugar deverá ser ocupado por modelos híbridos, elétricos e movidos a hidrogênio. De principal responsável pela propulsão dos automóveis, os motores a combustão deverão permanecer vivos em um papel secundário, como unidades auxiliares nos modelos híbridos, ou em carros produzidos para locais sem uma infraestrutura elétrica ou de produção de hidrogênio.

Além do híbrido Prius, o fabricante japonês apresentou no ano passado o Mirai, primeiro modelo a hidrogênio produzido em série pela empresa. Atualmente, os modelos com propulsão alternativa correspondem a 15% das vendas da Toyota em todo o mundo.