Parece, mas não é

GRAND CHEROKEE CRD R$ 189.900

Rodando com a janela fechada e o ar-condicionado ligado, este Grand Cherokee engana: o silêncio é tamanho que um motorista desavisado vai achar que está em um carro a gasolina. Olhando para o indicador de consumo no computador de bordo, se estiver na cidade e com trânsito carregado, notará médias na casa dos 6 ou 7 km/l – e continuará achando que está em um tradicional Grand Cherokee com motor V8 a gasolina.

Afundando o pé no pedal direito, o jipão responde vigorosamente não apenas com seus 215 cv – o que não impressiona tanto – mas, principalmente, com seus 51,8 “quilos” de torque a baixíssimas 1.600 rpm. A partir daí, o motorista poderá começar a desconfiar que uma aceleração tão vigorosa, em tão baixas rotações, possa não ser de um motor a gasolina.

Mas, para matar a charada, o motorista terá mesmo que abrir a janela e ouvir, com atenção, o ruído do motor. Ou perceber que a faixa vermelha do contagiros começa em apenas 4.500 rpm – o que jamais acontece em um motor que “bebe” gasolina. Este novo Cherokee CRD é mesmo surpreendente. E, pelos R$ 189.900 que custa, fica bem atraente.

Além deste excelente 3.0 V6 a diesel (o mesmo do Mercedes ML320), o novo Cherokee ainda tem outros atrativos: a tração 4×4 batizada Quadra Drive II é extremamente eficiente no off-road, com capacidade para transmitir automaticamente até 100% do torque para apenas uma roda, e ainda tem a opção de reduzida, ativada por uma pequena alavanca próxima à alavanca do câmbio (automático de cinco marchas, suave e com opção de trocas sequenciais). Em descidas íngremes, o sistema Hill Descent Control se encarrega de manter o veículo em velocidade constante, ao toque de um botão.

Ele também tem muito luxo e segurança: são seis airbags, ar-condicionado com regulagem individual para motorista e passageiro, monitor de pressão dos pneus, sensores de estacionamento, controle de tração, ajuda em subidas (tirando o pé do freio, ele continua imóvel por dois segundos), sistema eletrônico anticapotamento e bancos com regulagem elétrica.

Destaque para o incrível MyGIG – um sistema multimídia de CD e DVD com tela sensível ao toque e disco rígido interno de 20 gigabytes. Basta colocar um pen drive na entrada frontal ou um CD na entrada escondida atrás da tela e o sistema se oferece para copiar todo o conteúdo para a memória interna. Muito embora ele não ofereça a melhor qualidade sonora (é muito bom, mas não impressiona), é um dos mais sofisticados sistemas de som disponível atualmente no mercado nacional. Um belo jipe: valente, luxuoso, silencioso e com preço bastante justo.

 

Veja também

+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar



COMPARTILHAR
Notícia anteriorMelhor trimestre da história
Próxima notíciaA moda 2010