Pequeno e voraz

Não se deixe levar pelo visual sóbrio desse Série 1. Embora não transpareça, ele é um puro-sangue e tem parentesco com a família M Power, a divisão esportiva da BMW. Diferentemente do seu irmão 125iM Sport (de 218 cv), a magia do M135i está no fôlego de seu motor 6 cilindros 3.0 turbo de 320 cv. Bem verdade que sobra potência, mas quando o assunto é esportividade o “mais” é sempre “mais”.
Mesmo com os controles de tração e de estabilidade ligados, é possível sentir a traseira tentando derrapar quando provocada, tamanha a força enviada para as rodas traseiras. Já com essa ajudinha eletrônica desligada, o “BM” vira uma máquina de fazer drift e de triturar pneus no asfalto.


Dirigibilidade aguçada é a marca desse M Power. No modo de condução Sport são alterados os parâmetros da caixa de direção, do pedal do acelerador e do motor – e as suspensões endurecem. Tudo para entregar o máximo de desempenho. Com a alavanca na posição D (Drive), ao cravar o pé no acelerador, a agulha do conta-giros dá uma “chicotada”, passando quase instantaneamente de 2.000 rpm para 6.000 rpm – tudo muito rápido. Quando a ideia é mudar manualmente, as oito marchas do câmbio automático podem ser esticadas até o limite sem que o sistema inter ra e mude automaticamente 
para a próxima. Dois mostradores virtuais podem aparecer na tela do iDrive para indicar a potência e o torque utilizados durante as acelerações. 

O ronco desse “seis canecos” é um capítulo à parte e nos giros mais altos e nas reduções o som ca mais agudo. É música para os ouvidos. Já as suspensões copiam de maneira exemplar as imperfeições do asfalto, mas o conforto é ligeiramente sacri cado pelos pneus run flat de perfil baixo ao passar por buracos ou sofrer solavancos no caminho. As belas rodas pintadas de tom cinza deixam à mostra as pinças de freios de cor azul, que ainda trazem a inscrição “M”. Sim, o M135i é bruto, mas suave de dirigir quando a con guração Eco Pro está escolhida. Dócil. E ainda dá dicas de como dirigir  priorizando a economia de gasolina. Além disso, o sistema start-stop desliga momentaneamente o motor durante breves paradas em prol do consumo. E também há o sistema de regeneração de energia nas frenagens. 

O motorista é constantemente lembrado que está dirigindo um M Power pela inscrição M135i no painel de instrumentos. Os bancos são revestidos de couro Dakota e os dianteiros podem in ar ou murchar as abas para acomodar melhor o corpo do condutor e do passageiro. Em conforto e conveniência, ainda oferece sistema de navegação por GPS, pacote de conectividade com internet, bluetooth, entradas USB, teto solar, sensores de estacionamento na dianteira e na traseira, câmera de ré, sensor de chuva e crepuscular e faróis de xenônio direcionais. Bom, você não precisa ter 500 cv ou mais para se
divertir. Aliás, essa versão M135i está na medida certa! Para ser sincero, até tem potência de sobra.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel