Perua aventureira


As férias estão chegando e, com ela, a programação para curtir ao máximo os dias de descanso. E nada mais justo do que viajar com conforto e segurança. Neste caso, o Peugeot 206 Escapade é uma aposta certa, tanto para trechos de asfalto como de terra. A station conta com a versatilidade e funcionalidade da 206 SW, mas com um toque a mais de aventura. Equipado com motor 1.6 flex, o modelo tem diferenciais que vale a pena levar em consideração.

Em primeiro lugar, seus amortecedores sofreram mudanças, como o aumento do curso em relação à versão “normal”. Isso rendeu ao modelo 25 mm a mais de altura (e tem pneus de uso misto). Detalhes estéticos, tanto internos quanto externos, completam a versão, além de um pacote bastante completo de itens de série.

Desde seu lançamento, no fim de 2006, o “off-road light” tenta abocanhar uma fatia do disputado segmento liderado pela Palio Weekend. É fato que os brasileiros gostam muito do 206, principalmente pelo seu design, e é fato também que o público olha com bons olhos os chamados ” aventureiros”. Outro ponto que é bom levar em conta é a depreciação do veículo. Para se ter uma idéia, o 206 Escapade teve no último ano uma desvalorização de 3,8%, contra 4% do CrossFox e 2,6% da Palio Weekend Adventure.

Na visão dos proprietários, o veículo tem altos e baixos. Para Cláudio Ozzetti, “o carro é bonito e chama bastante a atenção, além de possuir um bom motor, embora tenha mais defeitos do que qualidades, a começar pelo acabamento interno muito ruim. Deixa a desejar em todos os sentidos!”. Cláudio ainda frisa outros detalhes que o fazem pensar em trocar o seu 206 Escapade por outro veículo: “O câmbio é outro ponto ruim, a troca de marchas não é suave. Sem dizer que um carro de R$ 43 mil deveria vir mais completo.” Já para Cláudia Fontoura, o veículo atende bem a suas necessidades. “Acho um carro bonito, com bom espaço interno e porta-malas.

Nunca me deu um problema sequer durante o período que estou com ele. Também adoro a abertura do portamalas, pois você pode optar em abrir somente a parte envidraçada.” Outro que vê o modelo com bons olhos é o mecânico Mauro Frison: “A manutenção é barata e ela pouco freqüenta a oficina. O proprietário deve ter cuidado com as revisões de rotina, mas é um carro com um motor de longo prazo”, afirma Frison.

Acima, o porta-malas, que é pequeno, mas cresce com a segunda fileira de bancos dobrada. Os itens de série são muitos: comando de som no volante, CD player e ar digital, entre outros .

Eu gosto…

“Gosto do espaço do porta-malas, inclusive da abertura da parte envidraçada, que ajuda muito”

Cláudia Fontoura proprietária

 

Eu não gosto…

“O acabamento interno é péssimo, o câmbio é ruim, e um carro de R$ 43 mil deveria vir mais completo”

Cláudio Ozzetti proprietário

Mercado

A desvalorização da Escapade, de 3,8% no último ano, foi maior que a da rival Palio Weekend e menor que a do CrossFox

 

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

COMPARTILHAR
Notícia anteriorAproveite as oportunidades
Próxima notíciaO C4 que faltava