Petrobras reajusta os preços da gasolina e diesel neste sábado (18)

0
7
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após 99 dias sem reajuste, a Petrobras vai aumentar o valor do preço da gasolina para as distribuidoras a partir deste sábado (18). O preço passará de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro – alta de 5,18%.

Para o diesel, após 39 dias sem reajuste, o combustível vai aumentar de R$ 4,91 para R$ 5,61 por litro comercializado às distribuidoras – aumento de 14,25%. Vale lembrar que o último ajuste ocorreu em 10/05.

+ Petrobras indica que preço do diesel vai aumentar e abastecimento requer ‘atenção’
+ Preço do diesel está 53% mais caro se comparado com o ano passado
+ Gasolina: após leve queda, preço do combustível volta a subir nos postos
+ Gasolina pode ficar R$ 1,65 mais barata com nova política do ICMS


Em nota, a estatal afirma que “a companhia tem buscado o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse imediato para os preços internos da volatilidade das cotações internacionais e da taxa de câmbio”

E completa afirmando que esse “posicionamento permitiu à Petrobras manter preços de GLP estáveis por até 152 dias; de diesel por até 84 dias; e de gasolina por até 99 dias”.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ GP do Canadá de F1: veja os horários e onde assistir a 9ª etapa
+ Rodízio de veículos em SP fica suspenso no feriadão; veja os detalhes
+ Comparativo de Carros Elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoe
+ Compra do Ano 2023/Aventureiro: Fiat Pulse
+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ Licenciamento: veja o calendário completo e como pagar em SP
+ Renovação de CNH: Detran-SP realiza mutirão neste sábado (18)
+ Caoa Chery revela 5 eletrificados para o Brasil; iCar chega em junho
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Produção de motos no Brasil atinge seu melhor resultado em sete anos
+ Mercedes-Benz GLE 400 vira viatura do Denarc em São Paulo
+ Teste Rápido: Renault Kwid elétrico, o mais barato do Brasil, é ágil e não precisa de carregador especial