Peugeot 408: mais moderado para conquistar os brasileiros

Não é fácil mexer num bom carro. Mesmo assim, a Peugeot foi ousada e decidiu ouvir os clientes, deixando o 408 um pouco menos atraente para quem gosta de guiar esportivamente. Por outro lado, o carro ficou mais confortável e tem mais chances de conquistar um público que gosta de dirigir de forma moderada. Por causa disso, esse facelift do sedã francês (fabricado em Palomar, na Argentina) foi além de um “tapa” no visual. Dirigimos a versão Griffe, com o motor 1.6 turbo, agora flex, de 166/173 cv e câmbio automático sequencial de seis marchas.

Ela parte de R$ 86.990. Mas o 408 também pode ser adquirido na versão Allure, com motor 2.0 de 143/151 cv e o mesmo câmbio, por R$ 75.990. Na parte estética, o Peugeot 408 ganhou novos faróis e o logotipo foi deslocado do nariz do carro para o centro da grade. As luzes de LED diurnas só funcionam com o farol baixo ligado.As lanternas traseiras também ganharam LED. E as duas plaquetas catadióptricas (olhos-de-gato) foram deslocadas para a parte inferior do para-choque.Na versão turbo, as rodas aro 17 são diamantadas e têm uma pintura preta no fundo.

Tecnicamente, o conversor de torque foi retrabalhado e as relações de marchas foram alongadas em 11%. O carro passou a contar com um redutor de tração – assim, não arranca imediatamente quando se tira o pé do acelerador. No modo Eco, a economia de combustível foi de 7%. Também houve remapeamento do motor e do pedal do acelerador – tudo para deixar o 408 mais dócil ao volante. A suspensão dianteira ficou um pouco mais macia. Com o carro menos arisco, as suspensões absorvem melhor as irregularidades do piso.

Como o carro tinha uma rolagem muito pequena da carroceria, a estabilidade nas curvas não foi prejudicada. Para maior conforto, os bancos ganharam novas espumas. O ar-condicionado é automático bizone. O sedã conta agora com seis airbags, isofix para cadeirinhas e controle de tração/estabilidade nas duas versões. Outra modificação foi o reposicionamento da central multimídia no meio do painel (antes ficava no alto), com tela colorida de 7 polegadas. O 408 Griffe vem com GPS, câmera de ré e jukebox de 16GB; o 408 Allure não tem GPS, mas pode espelhar os smartphones.

—–

Ficha técnica:

Peugeot 408 1.6 THP Flex

Preço básico: R$ 86.990
Carro avaliado: R$ 86.990
Motor: 4 cilindros em linha 2.0, 16V, turbo
Cilindrada: 1598 cm3
Combustível: flex
Potência: 166 cv a 6.000 rpm (g) e 173 cv a 6.000 rpm (e)
Torque: 24,0 kgfm a 1.400 rpm (g/e)
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: eletro-hidráulica
Suspensões: pseudo McPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: discos ventilados (d) e tambores (t)
Dimensões: 4,681 m (c), 2,064 m (l), 1,514 m (a)
Entre-eixos: 2,710 m
Pneus: 225/45 R17
Porta-malas: 526 litros
Tanque: 60 litros
Peso: 1.392 kg
0-100 km/h: 8s3 (g) e 8s1 (e)
Velocidade máxima: 215 km/h (g/e)
Consumo cidade: 9,6 km/l (g) e 6,6 km/l (e)
Consumo estrada: 12,5 km/l (g) e 8,5 km/l (e)
Emissão de CO2: 126 g/km
Nota do Inmetro: C
Classificação na categoria: A (Extra Grande)

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar