Piu bella cosa (Coisa mais linda)

Sebastian Vettel
Foto: reprodução internet

É sempre único ver a Ferrari vencendo na Fórmula 1. Ainda mais depois de tanto tempo. Não existe e tampouco haverá uma equipe tão especial e icônica no automobilismo. Uma história escrita por nomes como Alberto Ascari, Juan Manuel Fangio, Niki Lauda, Phil Hill, John Surtees, Mike Hawthorn, Jody Scheckter, Michael Schumacher, Alain Prost, Jean Alesi, Gehard Berger, Kimi Raikkönen e pelos brasileiros Rubens Barrichello e Felipe Massa, só para citar.

Para mim – um Ferrarista de longa data– algumas poucas situações são tão gratificantes quanto assistir o vermelho de Maranello no lugar mais alto do pódio. Uma sensação que recordei no último final de semana com a vitória do alemão Sebastian Vettel, no GP da Malásia. Um grito preso por muito tempo. Ficou clara a evolução da Ferrari perante os anos anteriores. Contudo, não entrarei no mérito da discussão se a estratégia da Mercedes foi certa ou errada. O que importa é que a Ferrari venceu…e ponto final. Fez a minha alegria e de outros tantos apaixonados pelo time de Maranello. E com Maurizio Arrivabene, no posto de chefe de equipe, podemos aguardar por outros tantos outros resultados felizes, como o do final de semana passado.

 

 

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar