Porsche estreia novos 911 Targa 4 e 911 Targa 4S

Novas variantes do Porsche 911 chegaram ao mercado europeu. Os esportivos também estão mais potentes e receberam controlador de velocidade adaptativo

A Porsche estreou as variantes 911 Targa 4 e 911 Targa 4S. A dose de charme e elegância fica pelo teto retrátil inspirado pelo modelo original de 1965 e, que pode ser aberto/fechado em apenas 19 segundos.

No 911 Targa 4, o motor de seis cilindros boxer (cilindros contrapostos) 3.0 com dois turbos oferece 385 cv a 6.500 rpm (15 cv de potência extras) e 45,88 kgfm entre 1.950 e 5.000 rpm. Quando equipado com o pacote Sport Chrono, ele acelera de 0 a 100 km/h em 4,2 segundos. Ou seja, um décimo mais rápido comparado ao antecessor.

O 911 Targa 4S despeja 450 cv (30 cv a mais frente o modelo antigo) e 35,69 kgfm (3,05 kgfm extras) entre 2.300 e 5.000 rpm indo de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos (quatro décimos mais veloz comparado ao antigo).

A velocidade máxima é de 289 km/h no 911 Targa 4 (dois km/h a mais) e de 304 km/h no 911 Targa 4S (três km/h extras).

Ambos trazem câmbio PDK de dupla embreagem e oito marchas. E o 911 Targa 4S ainda pode ter a caixa manual de sete velocidades.

Pela primeira vez, está presente nos 911 Targa o sistema Porsche InnoDrive, que inclui o controle de velocidade adaptativo. Já o Smartlift permite programar a altura livre do solo permitindo um melhor uso diário.

O visual do 911 Targa 4 exibe rodas de 19″ com pneus 235/40 ZR à frente e de 20″, com “borrachudos” 295/35 ZR na traseira. Os freios têm discos de 330 mm em ambos os eixos e as pinças são de quatro pistões.

Já no 911 Targa 4S estão presentes rodas de 20″ com pneus 245/35 ZR à frente e de 21″ com pneus 305/30 atrás. As pinças de freio pintadas de vermelho possuem seis pitões na dianteira e quatro na traseira.

Leia aqui a avaliação da nova geração do Porsche 911.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool
+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas
+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial
+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasileiro
+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar