Prepare o bolso: IPVA deve ficar mais caro com valorização de novos e usados

0
3
Foto: Agência Brasil - José Cruz

Os automóveis novos e, sobretudo, usados estão valorizados no mercado por conta da crise de componentes que ocorre na indústria durante a pandemia de Covid-19.

De acordo com dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), no acumulado do ano até agosto de 2021, o preço dos automóveis novos registrou alta de 14,05%. Nos últimos 12 meses o crescimento foi de 22,22%.


+ Vendas de carros automáticos crescem 68% na OLX; veja os mais procurados
+ Multa: Carteira Digital de Trânsito permite agora indicação do condutor infrator

O valor dos usados é maior ainda, com acréscimo de 20,80% até agosto deste ano e 27,16% nos últimos 12 meses.

A variação é medida pelo IPC – Índice de Preços ao Consumidor, que mede a variação de preços de bens e serviços.

IPVA

A valorização dos automóveis deve seguir para os preços do Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA), uma vez que a tabela é baseada no valor do veículo.

Para se ter uma ideia, no Estado de São Paulo a taxa paga é de 4% para os veículos movidos à gasolina e bicombustíveis. Veículos usados que utilizam exclusivamente álcool, eletricidade ou gás, tem alíquota de 3%.