Primeiro elétrico da Fiat, 500e chega ao Brasil por R$ 239.990

O Fiat 500e é o primeiro veículo elétrico do fabricante e o charmoso subcompacto oferece 118 cv de potência e 22,4 kgfm de torque

0
1635
Fiat 500e
Foto: Divulgação

O Fiat 500 (Cinquecento, em italiano) retornou ao Brasil, agora oferecendo propulsão totalmente elétrica e comercializado unicamente na configuração Icon por R$ 239.990. De acordo com o fabricante, o lote inicial é de 120 unidades até o final de 2021.

Feito sobre a plataforma Mini BEV, frente ao antecessor, o Fiat 500 cresceu 22 mm no comprimento (3,632 m), 56 mm na largura (1,683 m), 29 mm na altura (1,530 m) e 22 mm no entre-eixos (2,322 m). O estilo charmoso da carroceria foi mantido, porém, exibindo algumas evoluções. Elas aparecem nos faróis/lanternas, nas maçanetas embutidas e na troca dos emblemas da dianteira e do volante.


Aliás, a cabine exibe uma faixa central na cor da carroceria, o volante de dois raios revestido em couro, o quadro de instrumentos digital de 7″ e o multimídia de 10,25″ com conectividade Android Auto/Apple CarPlay.

Entre os itens de série, há teto solar panorâmico, carregador de celular por indução, detector de fadiga do motorista, seis airbags, controlador de velocidade adaptativo, reconhecimento de placas de trânsito, frenagem autônoma de emergência, assistente de permanência em faixas e farol alto automático, para citar.

+ [EXCLUSIVO] Avaliação: ao volante do Fiat 500e, elétrico já confirmado para o Brasil
+ Fiat 500 “la Prima” chega à Europa com motor elétrico de 120 cv
+ Avaliação: Fiat 500X tem base de Renegade e está de olho no Brasil
+ Fiat 500 e “família” chegam à linha 2021 renovados e mais equipados

Propulsão 100% elétrica

O Fiat 500e possui motor elétrico de 118 cv de potência e 22,4 kgfm de torque permitindo acelerar da imobilidade aos 100 km/h em nove segundos e cravar 150 km/h de velocidade máxima. O propulsor é alimentado pela bateria de íons de lítio de 42 kWh permitindo um alcance máximo de até 320 km. Estão disponíveis os modos de condução Normal, Range (maior regeneração) e Sherpa (em prol da eficiência).

Na hora de “completar o tanque”, o Fiat 500e traz de série o carregador e plugado em tomadas de 110V são necessárias 24 horas para completar a carga. Além disso, dois Wallbox estão disponíveis. Um de 7,4 kW (recarga em seis horas) ou de 11 kW (quatro horas). Já em estações de 85 kW é possível obter 80% da carga em 35 minutos.

Mais na Motor Show

+ Comparativo: Toyota Hilux vs. Jeep Gladiator
+ Avaliação: Ford Ranger Black é pra quem não usa 4×4. Vale a pena?
+ Viagem de carro: Bento Gonçalves, a capital do vinho
+ Emerson Fittipaldi: com uma ajudinha de Denny Hulme
+ Carro elétrico traz vantagens, mas não é solução mágica
+ Viagem de carro: cidades históricas de Minas Gerais e Estrada Real (saindo de SP, RJ, BH ou Vitória)
+ Mini veículo Chery EQ1 estreia novidades
+ Novo Chevrolet Bolt EV confirmado para o Brasil em setembro de 2021