Primeiro “Flecha de Prata” é recriado pela Mercedes-Benz

Mercedes-Benz SSKL de 1932 foi recriado nos mínimos detalhes pelo departamento de clássicos da marca alemã

Mercedes-Benz SSKL 1932 (Divulgação)

O apelido Flecha de Prata é usado atualmente para se referir aos carros de Fórmula 1 pilotados por Lewis Hamilton e Valtteri Bottas. Mas o que muita gente não sabe é que ele nem sempre acompanhou os bólidos de corrida da marca alemã. E não teria surgido se não fosse uma versão aerodinâmica do Mercedes-Benz SSKL de 1932, que recentemente foi recriada nos mínimos detalhes pela montadora alemã.

São várias as origens para o apelido Flecha de Prata. Embora a mais famosa fale sobre um Mercedes de 1934 que teve a pintura branca removida para perder peso e se adequar às regras da categoria Grand Prix, a marca considera atualmente que o primeiro Flecha de Prata surgiu dois anos antes, quando o locutor de rádio se referiu assim ao SSKL aerodinâmico durante a transmissão de uma corrida na pista de Avus (Alemanha).

O SSKL especial foi criado especificamente para essa prova. Sob o chassi de um SSKL normal, a Mercedes instalou uma carroceria aerodinâmica de alumínio desenvolvida pelo engenheiro Reinhard von Koenig-Fachsenfeld. O resultado foi um carro capaz de atingir os 235 km/h, ou 20 km/h a mais do que o SSKL comum, e que levou os alemães à vitória em Avus, sob o comando do piloto Manfred von Brauchitsch.

Realizado pelo departamento de clássicos da Mercedes-Benz, o trabalho de construção do SSKL especial foi um desafio. Sem um carro para servir de referência, os pesquisadores tiveram que vasculhar os arquivos da empresa e o material guardado pelo engenheiro que desenvolveu a carroceria original. Do chassi ao motor 7.0 de seis cilindros (que podia atingir 300 cv com o compressor mecânico), tudo foi reconstruído.

A construção da réplica foi iniciada em janeiro deste ano e o carro estará pronto para exibição estática no Festival de Velocidade de Goodwood, que acontece entre os dias 4 e 7 deste mês, na Inglaterra. Mas até o fim de 2019 a Mercedes-Benz pretende acertar o carro para voltar novamente às pistas de corrida.