Procon quer explicações sobre EcoSport sem estepe

Órgão de defesa do consumidor quer informações da montadora sobre a retirada do estepe do SUV compacto

Ford Ecosport Titanium 1.5 (Divulgação)

A Fundação Procon-SP notificou a Ford a prestar esclarecimentos sobre o EcoSport Titanium, modelo que passou a ser comercializado sem o estepe na recém-lançada linha 2020 (leia mais aqui).

O Procon informa que questionou a marca do oval azul sobre os itens de segurança que foram incluídos para a comercialização do veículo, a composição do kit de reparo, se é possível recuperar o pneu danificado e qual a extensão da rede de comercialização dos pneus do tipo run flat que equipam o modelo.

Os pneus do tipo run flat são capazes de rodar até 80 km a 80 km/h com pressão zero. Usando um kit de reparo composto por um líquido selante e um compressor de ar, é possível ampliar essa distância para até 200 km.

Apesar de ser novidade em um carro nacional, o item já é utilizado há alguns anos em vários modelos importados. A Resolução nº 540/2015 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que fala sobre a obrigatoriedade do estepe, abre uma exceção para os carros equipados com pneus run flat. Desde que eles sejam fornecidos com um kit de reparo — como é o caso do EcoSport Titanium.

Em nota, a Ford informou que está levantando as informações solicitadas pelo Procon-SP e que o produto “foi devidamente homologado pelas autoridades competentes e está de acordo com a legislação vigente

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel