Produção nacional de carros é a menor em 63 anos

A Anfavea divulgou os dados de mercado de abril deste ano. Segundo a instituição, a pandemia do COVID-19 resultou em apenas 1,8 mil unidades produzidas

A Anfavea divulgou hoje (7) os dados de mercado referentes ao quarto mês deste ano e revelou a menor produção nacional de carros em 63 anos. São números verdadeiramente assustadores.

De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, a queda generalizada revelou uma variação negativa nos licenciamentos de 76% entre abril/2019 (231,9 mil) e abril/2020 (55,7 mil) e a uma queda de mais de 99% na produção nacional.

Ao comparar o mês de março (163,6 mil) surge uma baixa de 65,9%. No acumulado de janeiro a abril de 2020, foram contabilizadas 613,8 mil unidades (839,5 mil no mesmo período de 2019) e retração de 26,9%.

A produção de autoveículos registrou apenas 1,8 mil unidades (abril/2020), entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, contra 190 mil (março/2020). Isso mesmo, apenas 1.847 veículos foram produzidos — uma baixa de 99% e de 99,4% frente a abril/2019 (267,6 mil). Esta é a menor produção em 63 anos, desde 1957!

Divulgação
No acumulado de janeiro a abril deste ano, a produção de autoveículos somou 587,7 mil unidades contra o mesmo período de 2019 (965,4 mil) e uma queda de 39,7%.
A baixa no mercado de usados também foi marcante, de 78% e, entre as razões, esteve o isolamento social e o funcionamento de Detrans e de Cartórios. Ao todo, 931.000 autoveículos deixaram de ser comercializados.

A pandemia também afetou bastante as locadoras de veículos e cerca de 160.000 veículos foram devolvidos, enquanto o setor do emprego caiu 0,3% entre março (125,7 mil funcionários diretos) e abril (125,3 mil).

As projeções de vendas de veículos leves no Brasil prevê uma baixa de 30% (entre abril/2019 e abril/2020) indo a 1.864 unidades.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar