Range Rover completa 50 anos com edição comemorativa

O Range Rover completa 50 anos de vida
O Range Rover completa 50 anos de vida

O Range Rover completa hoje 50 anos de vida. E, para celebrar o jubileu de ouro, sua montadora lança uma edição comemorativa com 1970 unidade numeradas em homenagem ao ano de lançamento do SUV histórico: o Range Rover Fifty.

+ Novo Range Rover Velar chega ao Brasil por R$ 565 mil
+ Avaliação: Range Rover Evoque vai muito além dos shoppings
+ Land Rover apresenta Vector, carro-robô futurista

Durante os últimos 50 anos, o Range Rover conquistou marcas históricas. Ele foi o primeiro SUV a contar com tração 4×4 em todas as versões desde seu lançamento. Foi ainda o primeiro 4WD a contar com sistema de frenagem ABS em 1989.

Anos depois, em 1992, foi o primeiro 4×4 equipado com controle eletrônico de tração e suspensão a ar. E duas décadas depois, em 2012, foi o primeiro de sua categoria a contar com carroceria em liga leve de alumínio, deixando o modelo mais leve e, ao mesmo tempo, mais resistente.

O Range Rover foi o primeiro veículo terrestre motorizado a cuzar o Vazio de Darién, uma região até então inóspita no coração do Panamá, dois anos após seu lançamento. Antes disso, em 1971, foi o primeiro (e até hoje o único) veículo exposto no Museu do Louvre como exemplo de design industrial.

Geração a geração
A primeira geração do Range Rover foi a que mais durou. Foram 26 anos com o mesmo design. Mesmo assim algumas alterações foram feitas na primeira metade de vida do modelo. Lançado originalmente com apenas duas portas, a partir de 1981 o modelo ganhou quatro portas. A transmissão automática chegou em 1982, e a motorização a diesel em 1986.

A segunda geração do Range Rover ficou conhecida como P38A e foi apresentada em 1994. Mesmo com algumas alterções no design externo, foi o interior do veículo que mudou bastante. A montadora apostou em uma cabine mais luxuosa sem afetar a capacidade off-road do modelo. Para isso, ganhou um motor de 2,5l na versão diesel e duas versões a gasolina com motorização V8 de 3,9l ou 4,6l.

A terceira geração do Range Rover foi apresentada ao público em 2001 e trouxe uma série de mudanças no chassi e na construção do modelo. O novo chassi monocoque contava com suspensão totalmente independente a ar, numa época em que praticamente todos os modelos do segmento contavam com eixo rígido. O interior foi novamente reformado, com inspiração em cabines de iates.

Em 2012, a Land Rover apresentou a quarta geração do Range Rover. Foi o primeiro de sua categoria a contar com carroceria de liga leve de alumínio. Isso tirou do modelo 420 kg do peso total comparado com seu antecessor. O Range Rover passou a contar também com uma série de recursos computadorizados para auxiliar na condução off-road. Foi nessa geração ainda que o Range Rover ganhou as primeiras versões com motor híbrido plug-in.

Nos últimos 5 anos, o Range Rover SVAutobiography tem sido o pináculo do modelo. Produzido pela divisão operacional de veículos especiais, o Range Rover tem duas principais versões: SVAutobiography e SVAutobiography Dynamic, que conta com motorização V8.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar