Renault Kwid sofre recall por problemas no freio e tubo de combustível

Dois problemas afetam quase todas as unidades do modelo comercializadas no mercado brasileiro; marca anuncia também recall de Duster, Duster Oroch, Logan e Sandero

Renault Kwid (Foto: Roberto Assunção)

Um problema nos freios e na tubulação de combustível motivaram a Renault a anunciar o recall de unidades do Kwid produzidas no Brasil. Os serviços são gratuitos e devem ser agendados na rede de concessionários.

De acordo com o comunicado divulgado pelo fabricante, o “sistema de freio pode ter trincas”, ocasionando em casos extremos problemas de frenagem ou o travamento das rodas. Será feita a verificação possível substituição dos componentes do sistema. O problema afeta 21.802 unidades do Kwid e envolve os chassis (não sequenciais) de HJ524902 até JJ999218, fabricados entre 1º de março de 2016 e 2 de novembro de 2017.

Já a falha na tubulação de combustível é causada pelo posicionamento incorreto, o que pode ocasionar a perfuração do tubo e o vazamento de combustível no cofre do motor. O recall envolve 16.798 unidades, fabricadas entre 1º de março de 2016 e 27 de setembro de 2017, dos seguintes chassis (não sequenciais) HJ524902 até JJ999218.

OUTRO RECALL
Renault Duster Oroch (Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem / Renault)

A Renault anunciou também o recall dos modelos Duster, Duster Oroch, Logan e Sandero, produzidos entre 29 de julho e 6 de outubro de 2016, para a verificação e possível troca da mangueira de baixa pressão do sistema de direção hidráulica. O recall envolve 13.026 unidades dos quatro modelos. Foi identificada a possibilidade de vazamento de óleo pela peça, com risco de endurecimento da direção.

Estão envolvidos os Duster de chassi entre HJ246871 até HJ547067; Duster Oroch com chassi de HJ246869 a HJ557912; Sandero de GJ481357 até GJ549376 e HJ246861 até HJ656295. Já os Logan que fazem parte do recall vão de GJ481363 até GJ516511 e HJ246859 até HJ548486.

 

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar