Renault Duster tira nota zero em teste de colisão

SUV da Renault decepcionou em teste de colisão frontal e lateral, além de oferecer apenas airbags frontais nas versões vendidas no Brasil.

0
741
duster
Foto: Latin NCAP

A mais recente bateria de testes do Latin NCAP revelou falhas graves na proteção aos ocupantes do Renault Duster. O modelo atualizado obteve apenas 29,47% de proteção para adultos, 22,93% para crianças e 50,79% de proteção a pedestres.

Na análise de sistemas de assistência e segurança, o Duster obteve apenas 34,88% de proteção. Isso porque o modelo vendido aqui não traz nem como opcionais air bags laterais e de cortina. A versão vendida na Europa, sob a marca Dacia, traz os itens de segurança.


+ Renault Clio fica mais esportivo em nova geração
+ Carro Usado: Renault Sandero é espaçoso e descomplicado
+ Avaliação: Renault Sandero GT Line é “esportivado” urbano com motor 1.0

Além da baixa oferta de equipamentos de segurança ativa, o Duster foi mal no teste de colisão frontal. O SUV apresentou estrutura instável e vazamento de combustível após o choque. Tanto que o Latin NCAP recomenda no relatório um recall para corrigir o problema no tanque.

No teste de impacto lateral, o Duster também apresentou resultados decepcionantes. Uma das portas se abriu no ensaio, gerando risco de ejeção do passageiro numa colisão lateral.