Renault Sandero GT Line volta com visual esportivo e motor 1.0 ou 1.6

O Renault Sandero GT Line chegou às concessionárias oferecendo duas opções de motores e câmbios: 1.0 SCe manual ou 1.6 CVT X-Tronic

O Renault Sandero GT Line chegou às concessionárias oferecendo duas opções de motor e câmbio: 1.0 SCe manual ou 1.6 SCe CVT X-Tronic. Baseado na versão Zen, o ‘esportivado’ não é tão radical no desempenho quanto o “irmão” R.S (confira a nossa avaliação), mas se diferencia das configurações “normais” pelos detalhes estéticos.

Entre eles, o aerofólio na tampa do porta-malas, o aplique no para-choque traseiro, as capas dos retrovisores em cinza, as luzes de neblina e as lanternas com máscara negra.

A cabine do Renault Sandero GT Line exibe o volante em couro, o quadro de instrumentos/saídas de ar dotados de detalhes na cor azul, enquanto os bancos possuem revestimentos exclusivos com a identidade visual da Renault Sport bordado nos apoios de cabeça.

De série, a versão 1.0 manual oferece todos os equipamentos da Zen, como multimídia com conectividade Android Auto/Apple CarPlay, quatro airbags, direção eletro-hidráulica, ar-condicionado e vidros dianteiros/travas elétricas adicionando vidros elétricos traseiros e rodas de liga leve 15” ou de 16″ (opcionais).

O Sandero GT Line 1.6 CVT X-Tronic também traz todos os itens da versão Zen oferecendo a mais os vidros elétricos traseiros, os retrovisores elétricos e as novas rodas de liga leve de 16”.

O preço sugerido da versão GT Line 1.0 é de R$ 57.390 – as rodas de liga leve de 16” e os bancos exclusivos são opcionais, que custam R$ 900. Já o preço da versão GT Line 1.6 é de R$ 73.290.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool
+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas
+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial
+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasileiro
+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar