Retrospectiva 2018: Os carros que saíram de linha

De modelos icônicos a outros que quase não eram mais lembrados: quem se despediu do mercado no ano que está passando

De carros emblemáticos a modelos que eram pouco lembrados. Confira os principais modelos de automóveis que deixaram o mercado brasileiro em 2018.

1Chery Celer

Chery Celer (Ricardo Rollo)

O compacto Chery Celer foi vítima da renovação promovida pela Caoa na linha brasileira da montadora chinesa. Produzido em Jacareí (SP), saiu de cena para dar lugar na linha aos novos Tiggo 2 e Arrizo 5.

2Fiat Palio

Fiat Palio (Divulgação)

Lançado em 1996 para substituir o Fiat Uno, o hatch compacto que já foi o mais vendido do mercado brasileiro acabou saindo de cena para dar lugar ao Argo. Mas o espírito do Palio segue vivo na picape Strada e no sedã compacto Grand Siena.

3Hyundai Tucson

Hyundai Tucson (Divulgação)

O Brasil era até meados deste ano o único país do mundo em que as três gerações do Tucson/ix35 eram oferecidas ao mesmo tempo no mercado de carros novos. Mas o veterano teve que livrar espaço na fábrica de Anápolis (GO) para a produção do Caoa Chery Tiggo 5X.

4Mitsubishi Pajero Dakar

Pajero Dakar (Divulgação)

Representante da Mitsubishi no segmento de SUVs derivados de picapes médias, o Pajero Dakar fabricado em Catalão (GO) será substituído em 2019 pela sua geração mais recente, agora importada da Tailândia com o nome de Pajero Sport.

5Renault Fluence

Renault Fluence (Divulgação)

O sedã médio importado da Argentina nunca teve vendas muito expressivas no mercado brasileiro. E saiu no início do ano sem deixar um sucessor.

6JAC J2/J3/J5/J6 e T8

JAC J3 (Divulgação)

A montadora chinesa promoveu ao longo do ano uma mudança completa da sua linha no Brasil. Saíram de cena pioneiros como o J3, deixando espaço para uma linha de produtos composta apenas por modelos aventureiros e SUVs, cujo modelo mais caro é o grande T80.