Retrovisores de carros de luxo viram alvo de ladrões

Peças chegam a ser vendidas por preços entre US$ 1,5 mil e US$ 2 mil no mercado paralelo

Leda Paleari (Quattroruote)

Os retrovisores externos de modelos de luxo são alvo de uma onda de furtos na cidade de Nova York (EUA). De acordo com uma reportagem da Fox News, entre 1º de março e 26 de abril foram registradas 19 ocorrências do tipo, das quais quatro apenas no dia 19 de abril. O ponto em comum entre os furtos é o fato deles terem sido realizados durante a madrugada.

A explicação para os furtos é o fato de os componentes desses modelos terem assumido funções mais complexas do que apenas um espelho retrovisor. Dotados de câmeras e sensores necessários para o funcionamento de sistemas como o monitor de pontos cegos, são componentes complexos e que chegam a ser vendidos por valores entre US$ 1,5 mil (R$ 6 mil) e US$ 2 mil (R$ 7,9 mil) no mercado paralelo.

Este não é o primeiro caso de furtos bizarros registrados no exterior. No Reino Unido, ladrões se especializaram em furtar os faróis de LED dos modelos da Land Rover. Mas diferente dos retrovisores de Nova York, que são destinados ao mercado de reposição, as peças dos SUVs ganharam uma utilidade inusitada, sendo utilizado principalmente para iluminar estufas de cultivo de maconha.

Veja também

+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar