Saiba o que é considerado uso severo do veículo pelos fabricantes

Tem muito carro de garagem que também precisa passar por uma manutenção mais rigorosa; saiba mais

0
317

Divulgação

Já ouviu falar que um carro submetido a uso severo precisam receber uma manutenção mais frequente do que aqueles com perfil de uso considerado normal pelos fabricantes?

+ Dicas para usar melhor o câmbio automático do seu carro
+ Confira 5 dicas para usar melhor o ar-condicionado
+ Cinco dicas para economizar combustível no seu carro
+ Dicas para usar melhor o câmbio automático do seu carro

Pois saiba que essa definição vai muito além dos veículos usados com sobrecarga ou em estradas de terra em péssimas condições. Inclusive, é bem possível que o seu carro se enquadre nessa categoria sem que você saiba.

Vale destacar que alguns fabricantes determinam um prazo de tempo menor para a manutenção, enquanto outros determinam tempo e quilometragem mais curtos. Cheque no manual do proprietário ou de manutenção do seu veículo. Confira a seguir algumas situações de uso urbanas que se enquadram na condição de uso severo.

Motor frio

Até atingir os 90° C, o motor trabalha fora das suas condições ideais, inclusive aumentando as chances de contaminação do lubrificante pelo combustível. Por esse motivo, os fabricantes incluem o uso frequente em curtas distâncias como uso severo.

Congestionamentos

Se você costuma rodar frequentemente na cidade e quase sempre em baixas velocidades, preso em congestionamentos, você precisa adotar o plano de manutenção severo para o seu veículo. Essa condição de uso exige mais dos componentes do motor do que rodando em velocidades e rotações mais altas.

Ar poluído

O manual do proprietário do Volkswagen Gol destaca que o motorista deve ser mais rigoroso na manutenção se circular em áreas com operação de mineradoras, siderúrgicas, fábricas de cimento ou salinas. Isso se dá pelo índice alto de partículas suspensas no ar, que acelera desgaste de componentes como o filtro do ar.

Puxando reboque

Os fabricantes consideram o uso severo o emprego do automóvel em aplicações comerciais. Isso inclui os carros que circulam como táxi ou em entregas de mercadorias. Ou que trafeguem constantemente puxando reboques. Além do motor, todos os outros sistemas do veículo acabam sendo mais exigidos nessas condições de uso.

Carro de garagem

Já ouviu falar que carros que rodam pouco costumam dar mais problemas? Pois os fabricantes confirmam que isso é verdade. Tanto que deixar o veículo parado por longos períodos de tempo (ou constantemente por mais de dois dias seguidos, como determina o manual do Chevrolet Onix) é um ponto que caracteriza um veículo como de uso severo.

Mais na Motor Show

+ Saiba porque a Lamborghini mantém um apiário com mais de 600.000 abelhas
+ Elétrico Faraday Future FF91 terá multimídia com tela de 27″
+ Leilão do Santander tem Ford Edge a partir de R$ 34 mil
+ Superiate de Steven Spielberg está à venda por quase R$ 850 mi
+ Projeto de lei quer aliviar multa por estacionar em calçadas ou ciclovias
+ Rastreador veicular cresce como opção ao seguro na pandemia

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel