Para abalar o mercado

O novo hatch da Renault, Sandero, segue os passos do "meio-irmão" Logan: maior e mais espaçoso que os concorrentes, vai bater de frente com Fiat Punto e outros compactos premium

Fiat Punto Abarth: O veneno do Escorpião

Avaliamos na Itália o Punto envenenado pela Abarth. Com motor 1.4 turbo e belo visual, ele é enfim o Punto que os fãs de esportivos desejavam

Sangue quente

Nissan aposta no desempenho para desbancar suas maiores rivais. Apesar de ter o menor motor, a Frontier é a mais potente do segmento

Muito carro por pouco dinheiro

Não é apenas o design que surpreende no C4 VTR. Seu custo/benefício também

O clássico voltou

JEEP WRANGLER R$ 104.900 Em um mundo onde os utilitários esportivos estão cada vez mais urbanos, em que os “crossovers” como o Nissan...

Um excelente jipe urbano

Ele já amargou muita crítica, mas cresceu, amadureceu e hoje está entre os melhores

Uma situação bem delicada

Seu segmento não está em uma boa fase e, para piorar, a Scénic precisa de mudanças

Nova cara, novo coração

Com visual repaginado e motor com injeção direta, o VW Touareg V6 ficou ainda melhor

Invasão chinesa

EFFA IDEAL R$ 22.980 Há tempos os brasileiros aguardam um carro chinês. Primeiro foi a Chery com seu simpático QQ, que estaria no...

Sucesso justificado

Apesar de seu preço ser um pouco salgado, o Peugeot 307 ainda é um carro eficiente

Vectra GT-X

Enquanto o Astra é líder de vendas nas versões ao redor dos R$ 50 mil, o Vectra GT vai brigar pelo consumidor mais abastado

Ainda precisa melhorar

No CrossFox 2008, alguns problemas foram resolvidos. Outros, no entanto, continuam

Versões do PUNTO

O Punto fabricado no Brasil começa a ser vendido com duas opções de motor e três diferentes versões de acabamento

Uma situação delicada

Seu segmento não está em uma boa fase e, para piorar, a Scénic precisa de mudanças

Fiat 500 Cinqüenta anos depois

O carro que motorizou a Itália no pósguerra volta modernizado

Mais visto

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.

X