Avaliação: Toyota Etios 2019 ficou mais prático e mais seguro

A linha 2019 do Toyota Etios ganhou ESP e assistente de partida em rampa, além de rádio conectado para a nova versão X Plus, que substitui a antiga XS

Avaliação: Honda Civic 2018 muda para recuperar terreno

A linha 2018 do Honda Civic trouxe leves retoques e central multimídia disponível em todas as versões. Tudo para ajudá-lo a vencer a concorrência

Avaliação: VW Passat fica mais barato e equipado para driblar a...

Para vender mais, o Volkswagen Passat 2018 ganhou uma nova central multimídia que responde a gestos e ficou mais barato. Mas vai adiantar?

Avaliação: Fiat Toro Blackjack traz combinação para causar nas ruas

Uma das picapes mais desejadas do Brasil ganha uma versão onde o preto é lei: a Fiat Toro Blackjack marca presença com seu motor 2.4 flex

Avaliação: Peugeot 3008 Griffe Pack traz mais tecnologia e um fim...

O Peugeot 3008 ganha a versão Griffe Pack, que soma incríveis sistemas de assistência ao motorista, e passa a ser importado em volume maior

Avaliação: Chevrolet S10 100 Years é uma picape média vestida para...

Nova série limitada, a Chevrolet S10 100 Years tem visual exclusivo para comemorar 100 anos das caminhonetes com direito à gravata original

Avaliação: Jeep Renegade Custom agrada pelo conjunto mecânico

O Renegade Custom substituiu a versão Sport 2.0 a diesel e ficou mais em conta, porém sem rodas de liga leve e a melhor conectividade

Avaliação: Ford EcoSport Storm pode ser tempestade num copo d’água

O Ford EcoSport ganha uma versão 4WD para fisgar (poucos) clientes que querem pagar R$ 100 mil num SUV com apelo mais aventureiro

Renault Duster entre a valentia e o benefício

A nova versão Dynamique 4x4 é valente e aposta no preço acessível para essa tração, mas deixa de oferecer alguns itens presentes nos rivais

Honda WR-V tem virtudes de um Fit crossover

Baseado no monovolume, esse modelo teve as suspensões reforçadas, ganhando mais conforto e dirigibilidade, e oferece grande espaço interno

Jeep Renegade é belo, mas peca no porta-malas

O primeiro nacional da Jeep tem versões a gasolina e a diesel. O visual é charmoso e as suspensões, exemplares, mas o bagageiro é limitado

Chevrolet Tracker ganha controles eletrônicos

Depois de estrear no Chevrolet Equinox, a nomenclatura Premier chega ao Tracker trazendo os controles de estabilidade e de tração

Peugeot 2008 vira AT6 e agora não falta nada

Depois da vinda do câmbio automático de seis marchas, o SUV francês ficou mais prazeroso ao volante, tornando-se uma opção ainda melhor

Honda HR-V também tem uma versão Touring

A versão topo de linha do sucesso japonês é mais equipada, porém, ao contrário do Civic Touring, que é 1.5 turbo, utiliza motor 1.8 aspirado

Hyundai Creta oferece boa dirigibilidade

Na configuração 1.6 automática, o SUV coreano tem um desempenho condizente com a proposta e um pacote de equipamentos interessante

Nissan Kicks melhora em custo/benefício

No guia do passado, o SUV japonês só contava com as versões mais caras. Agora, também tem opções mais baratas com câmbio manual ou CVT

Ford EcoSport, ex-campeão que volta ao jogo

Em “quase” nova geração, o outrora imbatível “jipinho” ganhou melhorias na cabine e na mecânica. Falta espaço, mas o custo/benefício é ótimo

Renault Captur aposta nas versões 1.6 com CVT

Novidade em nosso guia, o SUV estreou com câmbio AT4 no 2.0, mas cresceu quando adotou a transmissão automática continuamente variável

Avaliação: Renault Duster 1.6 CVT atrai pelo custo-benefício

O Duster 1.6 CVT agrada quem valoriza espaço e bom preço, mas não tem no desempenho uma de suas prioridades

Avaliação: Jeep Renegade Night Eagle é para quem busca um visual...

O visual escurecido é o grande diferencial do Jeep Renegade Night Eagle. Oferecido com motor flex ou diesel, ele quer lhe conquistar pelos olhos

MAIS LIDAS

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.

X