Home Blogs Emerson Fittipaldi

Minha primeira vez em Indianápolis

“Fui instruído a não exceder uma velocidade média bem baixa, mas pouco depois estava fazendo curvas tão rápido que só cumpria a meta tirando o pé nas retas.”

Sobre as mortes de Ayrton Senna e Jim Clark

“Eles tinham mais em comum do que o fato de morrerem jovens e terem a habilidade de pilotar carros de competição mais rapidamente do que seus rivais. ”

Nova equipe, novos mecânicos

“Os caras que cuidavam do meu carro quando cheguei na McLaren, em 1974, fizeram toda a diferença na pista e na pequena fábrica da equipe em Berkshire, na Inglaterra”

Meu mecânico favorito

“Eddie Dennis era um cara fantástico e foi designado para cuidar do meu carro quando cheguei à Lotus. Ganhei nove corridas e um título mundial com Eddie e seus garotos. ”

De Fangio a Schumacher

“Um ex-mecânico da Benetton descreve em sua biografia como Schumacher ganhou um por um da equipe em sua primeira vitória.”

Os verdadeiros heróis da F1

“Quando um mecânico comete um engano, esse erro vai ser mostrado ao vivo pela televisão para 100 milhões de espectadores no mundo.”

Um beatle na Fórmula 1

“George Harrisson, um dos beatles, foi um dos maiores superstars nos anos 1960, mas era despretensioso quando ia às corridas”

Um quarteto brasileiro

“Nunca esqueço o olhar de pura felicidade de meu amigo Pace quando subimos juntos no pódio e acenamos para o público deslumbrado por ver dois brasileiros em primeiro e segundo lugares.”

Um hermano e um irmão

“O argentino Carlos Reutemann é o maior piloto de Fórmula 1 que nunca se tornou campeão mundial. E lamento que Wilson Fittipaldi nunca possa ter guiado um carro vencedor na F1.”

Amigos de pista

“Descrevo Jackie Stewart, um de meus maiores rivais, como amigo para a vida toda. Você podia correr roda a roda com Jackie com total certeza de que ele iria jogar limpo. ”

Piloto de fé por mais de 40 anos

“Vi o mundo, mergulhei em grande variedade de culturas. Amei cada minuto e agradeço a Deus por isso todos os dias. Competi em tempos dos mais perigosos e vivi para contar a história”

A batalha final

“Desisti de denunciar Clay. Eu tinha ganhado mais um campeonato e mostrei meus argumentos na pista. Que mais precisava dizer? ”

A luta com a Ferrari

“As Ferrari de Niki Lauda (número 12) e Clay Regazzoni (11) foram os adversários mais duros da McLaren no Mundial de 1974.”

A estreia de Emerson Fittipaldi na McLaren

“Minha primeira vitória seria em Interlagos, onde eu tinha testado o McLaren M23 algumas semanas antes e queria muito brilhar.”

A difícil escolha da nova equipe

“Em 1973 tive várias disputas com Peter Revson e Denny Hulme, da McLaren. Era a velocidade do M23 em curvas que impressionava.”

A caminho da McLaren

“Cheguei só 1 segundo atrás de Ronnie, mas Jackie Stewart foi campeão com o quarto lugar. Foi ridículo. Era hora de deixar a Lotus.”

A primeira vitória

“Meu Lotus 72 estava ótimo e minha confiança crescia. Faltando oito voltas, vi que era apenas meu quarto GP e eu liderava! ”

Finalmente na Fórmula 1

“Colin Chapman, fundador da Lotus, reparou na minha performance, assim como Frank Williams, da Williams. Os dois me telefonaram. ”

Do Gordini capotado para a Inglaterra

“Fiquei sem freios, entrei numa curva muito rápido, bati na cerca, dei uma volta no ar e caí sobre o teto. O Gordini ficou destruído.”

Tudo começou com as motos

“Era preciso ter 17 anos para correr de carro, mas com 14 eu já podia competir de moto. Comecei na pista com uma cinquentinha.”

mais lidas

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.