Toyota RAV4 Hybrid

Avaliação: Toyota RAV4 Hybrid vem para abalar o mercado

Testamos o Toyota RAV4 Hybrid 2019, que chega ao Brasil a partir de R$ 165.990. Com a ajuda de três motores elétricos, ele anda muito e gasta pouco para deixar a concorrência preocupada

Como funcionam os motores dos carros elétricos?

Os fabricantes investem cada vez mais na mobilidade com emissão zero. Mas, para decolar, ela precisa passar por um salto tecnológico adicional

Avaliação: Honda CR-V Hybrid é um SUV perfeito para as cidades

SUV sob medida para a família, o Honda CR-V fica ainda mais interessante na versão Hybrid. Não foi exibido como conceito no Salão de São Paulo por acaso...

Testamos o SUV elétrico Audi E-tron

Avaliamos no Deserto da Namíbia o Audi E-tron, primeiro modelo 100% elétrico da marca alemã, ainda camuflado – como foi exibido na exclusiva sala VIP da Audi no Salão de São Paulo. Ele usa a nova (e eletrizante) tração quattro eletrificada

Avaliação: C4 Cactus é a nova aposta da Citroën

Com estilo diferente e focado no uso urbano, o Citroën C4 Cactus será fabricado no Brasil no segundo semestre. E nós já aceleramos sua versão europeia

O novo Tesla Roadster: desafio ou provocação?

Um segundo Roadster estava nos planos. Ninguém, no entanto, teria imaginado o anúncio com contornos quase surrealistas: para 2020, Musk prometeu números na fronteira entre sonho e engenharia

A hora da Tesla

Atrasos no Model 3, prejuízos recordes... Para jogar uma nuvem de fumaça sobre a dura realidade, o excêntrico Elon Musk antecipou o novo Tesla Roadster. Mas será possível um elétrico atingir 400 km/h e ter 1.000 km de autonomia?

Tamanho M: Skoda Karoq (VW Tarek)

A Volks confirmou um novo SUV médio feito na Argentina, que chega em 2020 para atacar o Jeep Compass. Ele se chamará Tarek

Tamanho P: VW T-Roc

Com 4,25 m de comprimento, o T-Roc, ele sim, ficaria perfeitamente na média dos que chamamos aqui SUVs compactos

Já dirigimos os futuros SUVs da Volks

Demorou, mas o Grupo Volkswagen finalmente aumentou sua oferta de utilitários esportivos. E já aceleramos três novidades que muito interessam ao brasileiro

Tamanho PP: Seat Arona (VW T-Cross)

Ainda conhecido só por ilustrações como esta abaixo, o SUV do Polo tem um primo espanhol que foi lançado no fim do ano passado – e nós já o aceleramos

Será que ele vem?

Os japoneses garantem que o popular global Mitsubishi Mirage não está em seus planos para o Brasil. Isso até este ano, mas quem sabe a partir de 2015?

Baixinho invocado

Já andamos no Mercedes-Benz GLA, que será fabricado no Brasil em 2016. Foi um teste rápido e na neve, mas suficiente para ver que o SUV tem tudo para ser um grande sucesso

Desafio ao rei

O Cayman, cupê dois lugares caçula da Porsche, mudou tanto que já não tem mais a quem temer. Nem mesmo o 911 Carrera...

Filha do vento

As formas da LaFerrari foram esculpidas a partir do fluxo de ar do túnel de vento. Alguns recordes estão ali simplesmente para deixar o ar passar

Buon Viaggio

Fomos à China para a primeira avaliação do Fiat Viaggio, seda que a marca italiana deve produzir no Brasil para concorrer com os médios Civic e Corolla. Ao que parece, a briga será boa

Garota de família

A minivan Ford B-Max é feita sobre a mesma base da família New Fiesta e, por isso, poderia ser produzida na mesma linha do EcoSport na Bahia. Sob o capô, um ótimo motor 1.0 com potência de 1.6

Mini Paceman

Antes mesmo de sua estreia no Salão de Paris, aceleramos uma unidade ainda camu¬ ada do Mini Paceman, o SUV do Mini Cooper agora em versão duas portas

O futuro é MQB

A nova plataforma modular do grupo Volkswagen, que já estreou no novo A3, representa uma revolução na forma de construir carros

Eles vão invadir sua praia

Praticamente todas as marcas, de Volks a Lamborghini, já têm ou estão preparando seu SUV. Conheça essa nova onda de utilitários-esportivos que chega nos próximos anos

MAIS LIDAS

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.

X