Sedã com cara de mau!


O design tem as linhas modernas de um cupê quatro portas

Assim como o ix35, a sexta geração do Sonata é parte de uma nova fase de design da Hyundai chamada pela marca de Fluidic Sculpture (escultura uida). Isso é exatamente o que se vê em suas linhas: uma carroceria de cupê quatro portas com formas orgânicas, que transmitem esportividade e movimento, oferecendo uma excelente aerodinâmica. Ao lado do recém-lançado SUV, o Sonata é a estrela da Hyundai no Anhembi.

O modelo já está sendo vendido, com preço sugerido de R$ 95 mil, em versão única equipada com seis airbags (dianteiros, laterais e de cortina), freios com ABS e EBD, controles de estabilidade e tração, ar-condicionado digital, som com entradas para iPod e USB, piloto automático e volante multifuncional, entre outros itens.

Sob o capô, um motor 2.4 16V (com duplo comando) de 178 cv e 23,3 kgfm, acoplado a um e ciente câmbio sequencial de seis marchas com trocas no volante. Por enquanto, ele é (estranhamente) mais caro que o Azera, com motor V6, mas a nova geração do sedã maior deve chegar em 2012, com preço mais alto.

Acima, a traseira do enorme sedã, que lembra a do rival Mercedes Classe S. Abaixo, o painel, que tem linhas modernas, e o ambiente traseiro, com sistema multimídia e poltronas individuais reclináveis

EQQUS: LUXO MÁXIMO

Pode parecer audácia, mas a Hyundai vai bater de frente com os Mercedes, BMW e Audi mais so sticados. Classe S, Série 7 e A8, respectivamente, são os alvos do novo sedã coreano, o Eqqus – que marca presença no Salão do Automóvel para testar a receptividade do público brasileiro, que, por enquanto, ainda não poderá comprá-lo.

Os bancos traseiros são individuais e reclináveis, com apoio para as pernas e massagem, há geladeira, cabideiro, 12 ajustes para o assento do motorista e dez ajustes para o do passageiro, aquecimento dos bancos e do volante, câmeras externas por toda a carroceria, vidros que repelem a água, porta-malas com abertura e fechamento elétricos, entre outros.

Além de airbags para todos os ocupantes e para o joelho do motorista, ele tem encostos de cabeça ativos e piloto automático anticolisão.

O motor é um 4.6 V8 com 385 cv, o câmbio é automático de seis marchas e a suspensão, a ar, tem controle de altura e sistema multilink nas quatro rodas. Será que a Hyundai vai incomodar os ícones de luxo alemães?

COMPARTILHAR
Notícia anteriorMercado
Próxima notíciaSalão do automóvel 2010