Sedã familiar mais esportivo

Divulgação

Quando a expectativa natural é ver a nova versão sedã de um hatch ser chamada de “Sedan” ou algo parecido, e na hora das apresentações o novo carro é colocado ao lado de um Ford Mustang dos anos 60, a reação é de uma agradável surpresa. Não apenas pela comparação entre o novo sedã da linha Focus com um dos mais icônicos fastbacks da história, mas também pela sacada de diferenciá-lo de todos os outros sedãs médios do mercado – que muitas vezes ainda não deixaram de ser simplesmente um hatch “com bunda”.

Desta forma, o novo Ford Focus Fastback chega ao mercado já com uma imagem mais esportiva para um carro da família, geralmente uma etapa posterior para aqueles que já passaram pelos hatches. A maior diferença entre a linha do Ford Focus Fastback e a do novo Focus Hatch, lançado há um mês – com exceção do maior porta-malas, é lógico –, está na única opção de motor – o Duratec 2.0 de 4 cilindros e injeção direta, exclusivamente acoplado ao câmbio automatizado de dupla embreagem e seis marchas. O hatch, por sua vez, é oferecido também com o 1.6 Sigma de injeção indireta e câmbio manual de cinco marchas.


FORD FOCUS 1.6 MT – Depois da versão Hatch 2.0 PowerShift, a Ford mostrou o dois volumes 1.6, agora oferecido apenas com o câmbio manual de cinco marchas. A potência continua a mesma (até 135 cv) e os preços partem de R$ 69.990

Um dos pontos altos do carro, desde a geração anterior, é o motor DirectFlex de injeção direta. A eficiência dos injetores diretamente nas câmaras de combustão, que dispensam qualquer sistema de partida a frio com etanol, já é uma grande vantagem. O Duratec 2.0 oferece a potência de 175 cv com gasolina e 178 cv com etanol, sempre às 6.500 rpm. O torque é de 21,5 kgfm com gasolina e 22,6 kgfm com etanol, a 4.500 rpm. Esses números, aliados à excelente caixa automatizada PowerShift de dupla embreagem e seis marchas, realmente dão ao Ford Focus Fastback um jeitão bastante esportivo, mesmo para um sedã.

Ou melhor, para um Fastback, termo historicamente utilizado em qualquer tipo de carroceria, de duas ou de quatro portas, quando o vigia traseiro mantém praticamente a mesma inclinação da pequena tampa do porta-malas. Com isso, o coeficiente de resistência aerodinâmica (Cx) melhorou 4%, passando de 0,306 para 0,296. A intenção da Ford foi mesmo dotar o novo carro de mais esportividade, lembrando que a passagem de um carro compacto ou médio com carroceria hatch ocorre quando o motorista também está passando para uma fase mais madura de sua vida, geralmente quando chegam os filhos.


O painel tem design atraente e a posição de dirigir é bastante esportiva. Abaixo, a tela multifunção no cluster e a alavanca de câmbio sem o botão para trocas sequenciais – agora feitas por borboletas junto ao volante

Por isso o porta-malas maior é tão importante. No novo Focus, ele tem capacidade para 421 litros, contra os 316 litros do hatch. Complementando a esportividade com a tecnologia, o novo Focus Fastback oferece dirigibilidade superior, tanto pela suspensão traseira multilink, que lhe confere ótima estabilidade, como pelas novas borboletas no volante, que permitem trocas esportivas manualmente mesmo quando o câmbio está na posição “D”.

Há, ainda, a posição Sport no seletor do câmbio. Os itens do novo Focus Fastback que merecem destaque são os mesmos do Hatch 2.0, como o assistente de frenagem e os sistemas de estacionamento automático e de entrada e partida sem o uso da chave. O preço sugerido da versão avaliada, Fastback Titanium Plus, é de R$ 96.900. As outras três configurações são a Titanium, de R$ 87.900, a SE Plus, de R$ 79.990 e a SE, de R$ 77.990.

—–

Ficha técnica:

Ford Focus Fastback Titanium Plus 2.0 AT

Motor: 4 cilindros em linha, 16V, comando variável, injeção direta
Cilindrada: 1999 cm3
Combustível: flex
Potência: 175 cv a 6.500 rpm (g) e 178 cv a 6.500 rpm (e)
Torque: 21,5 kgfm a 4.500 rpm (g) e 22,6 kgfm a 4.500 rpm (e)
Câmbio: automatizado, seis marchas, dupla embreagem
Tração: dianteira
Direção: elétrica
Dimensões: 4,538 m (c), 1,823 m (l), 1,469 m (a)
Entre-eixos: 2,648 m
Pneus: 225/50 R17
Porta-malas: 421 litros
Tanque: 55 litros
Peso: 1.414 kg 0-100 km/h: não divulgada
Velocidade máxima: não divulgada
Consumo cidade: 9,7 km/l (g) e 6,7 km/l (e)
Consumo estrada: 13,0 km/l (g) e 9,2 km/l (e)
Nota do Inmetro: C
Classificação na categoria: B (Grande)