Segredo

TOYOTA RAV4

No Salão de Los Angeles (EUA), no m do ano, a Toyota revelará ao mundo o novo RAV4 que você vê na projeção ao lado. A quarta geração do modelo será mais um crossover do que um SUV, seguindo um caminho que vem sendo trilhado desde a primeira geração. Em 1994, ela praticamente criou a categoria – hoje extremamente popular – dos aventureiros urbanos. Depois de perder a versão duas portas e até a tração 4×4 a qual o próprio nome faz alusão, agora o fato mais marcante será a retirada do estepe da tampa traseira.

Mesmo totalmente novo, com a carroceria mais baixa e longa, esse RAV4 não revolucionará no design, mantendo as formas básicas e o característico terceiro vidro lateral triangular, mas ganhará lanternas maiores e horizontais (graças ao espaço liberado pelo estepe), um cofre do motor mais alto, teto mais curvo e caixas de roda mais arredondadas, além de um balanço dianteiro menor. O motor 2.4 atual dará lugar a um 2.0 (ou 1.8) mais econômico.

NOVO BMW X5

Com base em fotos de um protótipo pesadamente disfarçado que agramos no famoso circuito de Nurburgring (Alemanha), chegamos à ilustração abaixo, que mostra como será o futuro BMW X5, que inaugurou a família X da casa bávara. A mudança mais impactante no visual estará nos faróis, que carão mais – nos, como na nova Série 3. Mecanicamente, devem ser mantidos os motores à gasolina V8 4.4 e o 3.0 a diesel – não vendido no Brasil –, mas uma nova versão híbrida usará a mesma mecânica do Série 7 Activehybrid, e terá a potência máxima total de 354 cv, com consumo bastante moderado.

RENAULT FLUENCE

No começo de julho, no sul da Europa, nossos fotógrafos espiões agraram em testes um protótipo do Renault Fluence reestilizado, que deve ser apresentado no Salão de Paris deste ano, em outubro. Lançado na Europa em 2009, e pouco depois no Brasil, o modelo ganhará atualizações no pára-choque, nos faróis e nas lanternas – as partes cobertas do carro de testes. O interior também deve ganhar alterações visuais.

MINI COOPER

Mexer em um Mini Cooper não é uma tarefa nada fácil. Mas, como qualquer carro do mercado, por mais que ele seja um sucesso de vendas, ele precisa se atualizar. E as imagens mostram como cará a nova geração do pequeno modelo retrô. As mudanças são discretas, para manter a identidade forte do modelo, e as dimensões crescem um pouco – possibilitando uma versão quatro portas do Cooper. O mais importante, porém, é a plataforma nova e os motores três cilindros – que estão nos planos do grupo para o Brasil e estarão também no BMW nacional. Com grandes chances de ser produzido aqui – e bem mais barato – esse novo Mini pode virar um hit de vendas.

SUZUKI SX4

Se tudo der certo para a Fiat, esse Suzuki SX4 das fotos chegará ao mercado brasileiro, já no ano que vem, em uma versão com a marca italiana para disputar com Ford EcoSport e Renault Duster. Isso porque, o m da parceria entre Suzuki e Volks está próximo de se consolidar e a Fiat, que desenvolveu o SX4 junto com a Suzuki (Fiat Sedici na Europa), poderá fazer um novo SUV compacto junto com a japonesa.

O FUTURO DOS CONVERSÍVEIS

A Mazda e o grupo Fiat acertaram um acordo de cooperação, e um dos mais promissores frutos dessa união será o renascimento do famoso Mazda MX-5/Miata – que também terá uma versão da Alfa Romeo. Para fazer um carro tão divertido quanto o roadster dos anos 1990, a aposta está nos materiais leves. O objetivo é que ele não pese mais que 900 kg (uma meta ambiciosa, já que o atual tem 1.100 kg) e o motor 2.0 deve dar lugar a um 1.6 com injeção direta. Entre os conversíveis alemães, já é certa a chegada de uma nova safra de modelos. Seguindo relatos de nossas fontes, mostramos, abaixo, simulações por computador de como devem car as versões descapotáveis de Audi A3, BMW Série 1 e Mercedes Classe A.

Envie seus flagras para: segredos@motorshow.com.br

COMPARTILHAR
Notícia anteriorMercado
Próxima notíciaMotor News Edição 354