Segredo: Quem vai substituir a picape Fiat Strada?

Saiba por que a Fiat desistiu de um veículo comercial derivado do Argo e descartou fazer uma versão picape do Mobi

134718

Alguns órgãos de imprensa publicaram notícias de que a substituta da vitoriosa picapinha da Fiat, a Strada, viria da plataforma 327, a do Mobi. Na realidade, nem dentro da Fiat tem-se a certeza de como deverá ser a nova Strada, que chegará ao mercado em meados de 2019. Inicialmente pensava-se que a nova Strada viria da plataforma do Fiat Argo, uma base absolutamente nova que certamente geraria uma picape pequena de alta qualidade, um produto muito superior à Strada vendida hoje. Mas uma picape oriunda da família Argo, além de mais cara de produzir, esbarraria no alto custo de desenvolvimento de uma nova suspensão traseira. Além disso, por melhor que fosse, ainda assim não seria superior à suspensão traseira utilizada atualmente pela Strada. Essa é uma qualidade unânime da Strada: frotistas e usuários elogiam e dão como uma das principais qualidades da picape Fiat seu eixo e suspensão traseira.

Até os americanos da Jeep ficaram impressionados com a performance e a capacidade de carga da suspensão traseira e do eixo da Strada. Por isso, há uma grande tendência de que a nova Strada acabe utilizando a plataforma que hoje é usada pelo Palio, conhecida internamente pelo código 326. Afinal, a plataforma do Mobi, a 327, mostra-se muito pequena para uma picape que deverá ter a dura missão de substituir a vitoriosa Strada atual. Tanto a 326 do Palio quanto a 327 do Mobi, muito semelhantes entre si, são oriundas da plataforma 178 que deu origem ao primeiro Palio, em 1996.

Como a plataforma atual da Strada vem dessa velha (mas robusta) plataforma do Palio antigo, fica mais fácil criar uma nova plataforma que utilizará a atual parte frontal do novo Palio e a parte traseira da atual Strada, mantendo assim sua grande qualidade. Esse projeto não seria viável com a plataforma do Argo, pois ela é completamente diferente e não permitiria o enxerto do bom eixo traseiro da Strada atual. Esse é o motivo que deixaria o projeto de uma picape Argo tão caro, pois seria necessário desenvolver uma nova suspensão traseira de trabalho para uma plataforma que foi criada para o conforto.

Ao que tudo indica, e pelas informações privilegiadas que tivemos, a tendência deverá mesmo ser essa: a parte dianteira do Palio (com posicionamento de torres, caixa de direção, sistema de freios e suspensão da plataforma 326) e a parte de trás da plataforma da atual Strada. Assim surgiria uma Strada apta a receber todos os quesitos de segurança como airbags, ABS, direção elétrica e rigidez estrutural do novo Palio e a robustez e baixo custo de manutenção do feixe de molas e eixo rígido atualmente utilizado pela Strada. O resultado seria uma nova picape segura, estável, mantendo seu baixo custo de manutenção e com o design seguindo as linhas e as formas ditadas pela Fiat atualmente. Quanto à motorização, a nova Strada deverá ter disponibilizada a nova família de motores Firefly 1.0 e 1.3, de três e quatro cilindros, além do motor 1.8 nas versões mais sofisticadas com cabine dupla.

blog comments powered by Disqus