Shelby GT agora pode ter motor 2.3 EcoBoost

0
3650

A preparadora americana Shelby American passa a oferecer o Shelby GT também com a motorização 2.3 EcoBoost. Baseado no Ford Mustang de sexta geração, o pacote de personalização é o mesmo que antes era exclusivo para os carros com motorização V8.

O motor 2.3 de quatro cilindros, que originalmente desenvolve 314cv, é retrabalhado e ganha também um novo escape, para despejar 340 cv na pista. Ainda na mecânica, o câmbio recebe um novo trambulador, para encurtar as trocas de marcha.


O kit de personalização inclui ainda um pacote aerodinâmico com capô, para-choques, difusores, saias laterais e painel traseiro feitos em fibra de carbono, novas grades na dianteira e rodas de liga leve de 20 polegadas. No interior, uma placa e elementos bordados lembram o motorista e passageiro da personalização.

A Shelby American não vende os carros prontos. Em um arranjo que lembra o dos fabricantes de fora de série nacionais dos anos 1970 e 1980, o interessado entrega um Mustang à empresa, que se encarrega de fazer a transformação em um Shelby GT. E o custo desta brincadeira é de US$ 23.995 (o equivalente a R$ 92.940). Valor que não inclui opcionais como freios maiores, gaiola metálica, e um novo diferencial.

Uma soma bem alta. Quando somado aos US$ 25.395 (R$ 98.364) de um Mustang EcoBoost novo, o preço total do conjunto (carro e personalização) vai para US$ 49.390 (R$ 191.304).

Para se ter uma ideia, um Mustang Shelby GT350, que já vem pronto de fábrica com um motor V8 de 533 cv, sai por US$ 47.795 (R$ 185 mil). É o preço da exclusividade.